clique para ir para a página principal

Dois secretários de Guedes pedem demissão e ministro fala em "debandada"

Atualizado em -

Dois secretários de Guedes pedem demissão e ministro fala em "debandada" Foto: Adriano Machado
► Bolsonaro troca líder do governo no Congresso e escolhe deputado do "Centrão"► Economia anuncia novos secretários para substituir Salim Mattar e Paulo Uebel► Atividade econômica do Brasil sobe 4,89% em junho, mas acumula queda de 10,94% no trimestre

O ministro Paulo Guedes (Economia) perdeu dois secretários importantes de sua equipe nesta terça-feira (11). Salim Mattar, Secretário de Desestatização, e Paulo Uebel, Secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, pediram demissão.

Ao comentar as saídas, Guedes afirmou que "hoje houve uma debandada" e explicou que Salim Mattar estava insatisfeito com o ritmo das privatizações e que Paulo Uebel decidiu sair porque a reforma administrativa não está sendo enviada pelo governo.

"O Salim hoje me disse o seguinte: “a privatização não está andando, eu prefiro sair”. E o Uebel me disse o seguinte: “a reforma administrativa não está sendo enviada, eu prefiro sair”. Esse é o fato, não escondo", disse Guedes.

Como o M1M mostrou, a equipe econômica já havia sofrido perdas recentes com a saída de Mansueto Almeida do Tesouro Nacional, a saída de Rubem Novaes da presidência do Banco do Brasil e a demissão de Caio Megale da diretoria de programas da Secretaria Especial da Fazenda.

Relacionados:

► Bolsonaro troca líder do governo no Congresso e escolhe deputado do "Centrão"► Economia anuncia novos secretários para substituir Salim Mattar e Paulo Uebel► Atividade econômica do Brasil sobe 4,89% em junho, mas acumula queda de 10,94% no trimestre

Leia mais: