clique para ir para a página principal

C&A registra prejuízo de R$ 192,1 milhões, queda de 217,8%

Atualizado em -

C&A registra prejuízo de R$ 192,1 milhões, queda de 217,8%
► Investidor brasileiro poderá negociar BDRs de empresas brasileiras listadas no exterior► Azul economiza R$ 3,2 bilhões após acordo com arrendadores► O que é Ebitda e como usar esse indicador para avaliar uma empresa

A C&A (CEAB3) divulgou que teve um prejuízo líquido de R$ 192,1 milhões no segundo trimestre de 2020, uma queda de 217,8% em relação ao mesmo período do ano passado, em que teve lucro líquido de R$ 25,8 milhões.

O Ebitda (Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) ajustado ficou negativo em R$ 114,9 milhões, também revertendo o desempenho positivo do ano anterior de R$ 203,1 milhões, queda de R$ 318 milhões.

Como destaques, a empresa ressaltou um crescimento no e-commerce, atingindo R$ 189,2 milhões de Gross Merchandising Value (GMV) e R$ 139,6 milhões na receita líquida online, um crescimento de 356% ante o ano anterior.

Consequências do COVID

A situação do coronavírus no Brasil fez com que a empresa fechasse a maioria das suas lojas no segundo trimestre, entretanto, a companhia encerrou julho com mais de 85% das lojas reabertas. Para adequar os níveis de custos e despesas a essa nova realidade houve uma redução das despesas operacionais em 26,7%.

Uma das medidas adotadas pela empresa para o enfrentamento da crise foi o “Clique e Retire Drive Thru”, em que é possível que os clientes comprem pelo site e retirem no estacionamento de shoppings. Além disso, a empresa implantou as vendas pelo Whatsapp.

Relacionados:

► Investidor brasileiro poderá negociar BDRs de empresas brasileiras listadas no exterior► Azul economiza R$ 3,2 bilhões após acordo com arrendadores► O que é Ebitda e como usar esse indicador para avaliar uma empresa

Leia mais: