clique para ir para a página principal

Stone revê termos de oferta de fusão com Linx e eleva preço por ação

Atualizado em -

Stone revê termos de oferta de fusão com Linx e eleva preço por ação Fonte: Inepad Consulting
► Stone anuncia acordo vinculante para unir-se a Linx e paga R$ 6,4 bilhões► Mercados operam em alta após autorização de novo tratamento contra Covid-19 nos EUA

Em comunicado ao mercado nesta terça-feira (1), a Stone (STNE) anunciou que reviu os termos de sua proposta de fusão com a Linx (LINX3) após sugestões de acionistas minoritários da empresa de software.

Na nova proposta, o valor pago por ação subiu de R$ 33,76 para R$ 35,10. Também houve acerto da multa que as partes podem ter de pagar uma a outra em algumas situações nas quais o acordo não seja fechado. A multa passou de R$ 605 milhões para R$ 453,75 milhões. A multa para o caso de o acordo não ser aprovado pela assembleia de acionistas da Linx passou de R$ 151 milhões para R$ 112,5 milhões.

“Os novos termos da operação Stone representam uma melhoria em relação aos termos originalmente negociados entre as companhias”, afirmam as empresas.

O que não muda em relação à proposta anterior é que o pagamento pelas ações da Linx será feito 90% em dinheiro, de modo que seus acionistas terão flexibilidade e liberdade de escolha, inclusive para reinvestir na nova empresa. A transação já está aprovada pelos acionistas da Stone e, após o follow on feito em agosto, a Stone tem os recursos financeiros disponíveis em caixa para concluir transação.

Relacionados:

► Stone anuncia acordo vinculante para unir-se a Linx e paga R$ 6,4 bilhões► Mercados operam em alta após autorização de novo tratamento contra Covid-19 nos EUA

Leia mais: