clique para ir para a página principal

Ibovespa fecha em alta de 1,2% impulsionado pelo viés mais positivo nos mercados no exterior

Atualizado em -

Ibovespa fecha em alta de 1,2% impulsionado pelo viés mais positivo nos mercados no exterior Foto: Freepik
► Dasa anuncia que fará testes no Brasil de vacina contra Covid desenvolvida pela Covaxx► Guedes diz que reforma administrativa trará economia de R$ 300 bi em 10 anos

O índice brasileiro encerrou o dia em alta de +1,24% aos 101.292 pontos impulsionado pelo viés mais positivo nos mercados no exterior e a trégua na queda dos preços do petróleo,com os papéis de siderúrgicas entre as maiores altas.

Na máxima, o índice chegou a bater 101.578 pontos, mas reduziu os ganhos conforme as ações de bancos passaram a sofrer vendas corrigindo parte das altas recentes, de modo que Itaú, Bradesco e Banco do Brasil terminaram o dia mistos.

No Brasil, saiu o IPCA que subiu a 0,24% na comparação com julho. Esse é o maior resultado para um mês de agosto desde 2016, quando o IPCA foi de 0,44%. No ano, o indicador acumula alta de 0,70%. Ganhou força, também, o debate sobre medidas para conter a inflação dos alimentos, que pode motivar uma redução das tarifas de importação.

Enquanto isso, o dólar comercial registra queda de 1,23% a R$ 5,2992 na compra e a R$ 5,3 na venda.

Maiores altas

  • Usiminas (USIM5) +6,36% R$ 11,21
  • CSN (CSNA3) +4,71% R$ 15,77
  • Metalurgica Gerdau (GOAU4) +4,70% R$ 9,35

Maiores baixas

  • Cogna (COGN3) -4,23% R$ 5,89
  • IRB (IRBR3) -3,42% R$ 6,49
  • Gol (GOLL4) -3,04% R$ 19,77

Relacionados:

► Dasa anuncia que fará testes no Brasil de vacina contra Covid desenvolvida pela Covaxx► Guedes diz que reforma administrativa trará economia de R$ 300 bi em 10 anos

Leia mais: