clique para ir para a página principal

Mesmo com desaceleração, inflação de agosto é a maior desde 2016

Atualizado em -

Mesmo com desaceleração, inflação de agosto é a maior desde 2016 Foto: Freepik
► Guedes defende repassar parte do lucro das estatais para o Renda Brasil► Bolsonaro pede a comerciantes para conter a alta do arroz; governo estuda medidas

A inflação de agosto subiu 0,24% e é a mais alta para o mês desde 2016, conforme divulgou o IBGE nesta quarta-feira (09). As altas da gasolina e dos alimentos foram os itens que mais pesaram no bolso do consumidor.

Embora o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) tenha desacelerado em relação a julho, quando teve alta de 0,36%, o índice que mede a inflação subiu no mês de agosto.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, seis tiveram alta em agosto.

A maior alta veio dos Transportes, com variação de 0,82%, que foi responsável pelo maior impacto positivo no índice do mês. A segunda maior contribuição veio do setor de Alimentação e bebidas, que registrou alta de 0,78%. Os grupos Habitação (0,36%) e Artigos de residência (0,56%) também tiveram alta, mas desaceleraram na comparação com o mês anterior. Entre as quedas, destaque para o setor de Educação, que recuou -3,47%. Os demais grupos ficaram entre a queda de 0,78% em Vestuário, queda de 0,01 em Despesas Pessoais e alta de 0,67% em Comunicação.

Em relação às análises regionais no país, 5 das 16 regiões pesquisadas apresentaram deflação em agosto. O menor índice foi registrado em Aracaju (-0,30%), especialmente por conta da queda nos cursos regulares (-7,27%). O maior resultado foi observado em Campo Grande (1,04%), particularmente em função da alta de alguns itens alimentícios, como as carnes (6,28%) e as frutas (9,54%).

Índice de Preços ao Consumidor

Também nesta quarta-feira (09), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou que o IPC-S de 07 de setembro variou 0,48%, ficando 0,05 ponto percentual abaixo da taxa divulgada na última apuração.

Veja abaixo a variação nas sete capitais pesquisadas no índice.

text

Relacionados:

► Guedes defende repassar parte do lucro das estatais para o Renda Brasil► Bolsonaro pede a comerciantes para conter a alta do arroz; governo estuda medidas

Leia mais: