clique para ir para a página principal

Banimento do TikTok nos EUA é adiado após Trump falar em acordo

Atualizado em -

Banimento do TikTok nos EUA é adiado após Trump falar em acordo
► Oracle entra na disputa pela compra do TikTok; ações da empresa sobem até 2,8% na bolsa de NY► EUA proíbe downloads de TikTok e uso de WeChat a partir de hoje (20)

Depois de anunciar o banimento do aplicativo TikTok nos Estados Unidos a partir de domingo (20), o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que aprovaria a negociação proposta pela Oracle para evitar a retirada do aplicativo.

O negócio criaria uma nova nova empresa chamada TikTok Global. A Bytedance manteria a maioria dos ativos da TikTok, enquanto a Oracle seria a "parceira tecnológica" do aplicativo nos EUA e seria responsável por hospedar todos os dados de usuários dos EUA. A Oracle e também o Walmart participarão de uma rodada de financiamento pré-IPO da TikTok Global, na qual podem assumir uma participação cumulativa de até 20% na empresa.

A declaração de Trump sobre dar a sua "bênção" ao negócio fez o Departamento de Comércio dos EUA adiar a proposta de banimento do TikTok por uma semana, até 27 de setembro.

Embora esteja inclinado a aceitar a negociação, o governo norte-americano queria outro tipo de acordo em relação ao TikTok e esperava que as operações do aplicativo fossem vendidas de forma total aos Estados Unidos.

Relacionados:

► Oracle entra na disputa pela compra do TikTok; ações da empresa sobem até 2,8% na bolsa de NY► EUA proíbe downloads de TikTok e uso de WeChat a partir de hoje (20)

Leia mais: