clique para ir para a página principal

Economia global já recuperou metade da queda, aponta Deutsche Bank

Atualizado em -

Economia global já recuperou metade da queda, aponta Deutsche Bank Foto: Getty Images
► Ministério da Economia divulga lista dos setores mais afetados pela Covid-19 no Brasil► OCDE melhora projeção para economia mundial em 2020

A retomada da economia global está caminhando de forma significativa e já houve recuperação de metade da queda causada pela pandemia do coronavírus, segundo apontam economistas do Deutsche Bank em relatório divulgado nesta segunda-feira (21). Além disso, o relatório afirma que o PIB (Produto Interno Bruto) global deve voltar aos níveis pré-pandemia na metade de 2021.

“Estimamos que o nível do PIB global esteja aproximadamente na metade do caminho de volta ao nível pré-vírus, e agora vemos essa jornada sendo completada em meados do próximo ano, alguns trimestres mais cedo do que em nossa previsão anterior”, indicam os economistas que participaram da elaboração do relatório.

O banco elevou sua projeção para o PIB global, esperando contração de 3,9% este ano, depois de prever em maio uma perda de 5,9% em 2020. Para 2021, o Deutsche aumentou sua projeção de crescimento de 5,3% para 5,6%.

Apesar da projeção otimista, fatores como o aumento da Covid na Europa, o temor de uma segunda onda da doença e a eleição nos Estados Unidos podem impactar a recuperação econômica nos próximos meses.

Na última semana, o M1M mostrou que para a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os danos causados pela pandemia serão menos profundos do que o projetado anteriormente e a economia mundial deve entrar em um ritmo de recuperação nos próximos meses. De acordo com a organização, a economia mundial deve registrar contração de 4,5% este ano, projeção melhor do que a queda de 6% prevista em junho. Além disso, se a pandemia for controlada, a economia global deve voltar a crescer no próximo ano com uma expansão de 5%. Em junho, essa previsão era de alta de 5,2%.

Ações despencam após investigações

As ações do Deutsche Bank e de outras grandes instituições financeiras despencaram no início da manhã desta segunda (21) após a revelação de investigações que apontam para um esquema ilícito no qual os bancos movimentaram cerca de US$ 2 trilhões em operações sinalizadas como suspeitas pelos organismos de controle das próprias instituições financeiras entre os anos de 1999 e 2017.

Por volta de 11h50, as ações do Deutsche Bank registravam queda de -8,80%.

Relacionados:

► Ministério da Economia divulga lista dos setores mais afetados pela Covid-19 no Brasil► OCDE melhora projeção para economia mundial em 2020

Leia mais: