clique para ir para a página principal

Governo libera R$2,5 bilhões para aderir a programa internacional de vacinas contra a Covid-19

Atualizado em -

Governo libera R$2,5 bilhões para aderir a programa internacional de vacinas contra a Covid-19 Foto: Vincent Kalut | Getty Images
► Caixa Econômica Federal suspende pela segunda vez este ano o IPO da Caixa Seguridade► BID e BNDES liberam R$ 5 bilhões para dar crédito a mais de 11 mil empresas

O governo federal decidiu aderir ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility), programa internacional para impulsionar o desenvolvimento e garantir a compra de vacinas contra o coronavírus. Por meio de duas Medidas Provisórias, o presidente Jair Bolsonaro fez a adesão do Brasil ao programa e garantiu a liberação de cerca de R$ 2,5 bilhões para viabilizar o ingresso do Brasil.

O programa Covax Facility é coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Na semana passada, o Brasil pediu mais prazo para decidir se entraria no projeto. O objetivo da OMS é que os países que aderirem ao programa funcionem como "financiadores" dos trabalhos de desenvolvimento de nove vacinas que estão no portifólio nesse momento e tenham acesso facilitado a essas vacinas quando elas forem aprovadas.

Com a entrada no programa, o Brasil espera podercomprar imunizantes para garantir a proteção de 10% da população até o final de 2021, o que permitiria atender populações consideradas prioritárias.

Coronavac

Em São Paulo, os testes com a vacina chinesa Coronavac tiveram avanços e, segundo o governador João Doria, dos 50 mil voluntários que participaram de testes com a vacina na China, 94,7% não apresentaram qualquer reação adversa. No Brasil, até o momento, nenhum voluntário que participa do estudo teve qualquer efeito colateral.

Na quarta-feira (23), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o aumento do número de voluntários nos estudos de 9 mil pessoas para 13.060 voluntários.

Relacionados:

► Caixa Econômica Federal suspende pela segunda vez este ano o IPO da Caixa Seguridade► BID e BNDES liberam R$ 5 bilhões para dar crédito a mais de 11 mil empresas

Leia mais: