clique para ir para a página principal

Cosan cancela IPO da Compass devido à "deterioração das condições de mercado"

Atualizado em -

Cosan cancela IPO da Compass devido à "deterioração das condições de mercado" Foto: Divulgação Compass
► Caixa Econômica Federal suspende pela segunda vez este ano o IPO da Caixa Seguridade► Privatização dos Correios gera interesse de gigantes varejistas e incertezas para pequenos empresários

Em fato relevante divulgado nesta segunda-feira (28), a Cosan (CSAN3) informou que pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para suspender a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua controlada Compass Gás e Energia. O motivo alegado é a “deterioração das condições de mercado”.

A precificação da oferta pública da empresa de gás e energia seria realizada hoje, com a definição da faixa indicativa de preço entre R$ 25,50 e R$ 31,50. O objetivo da Cosan era de levantar R$ 4,4 bilhões para a Compass com o IPO, que iria ser 100% primário.

Este é o terceiro IPO cancelado recentemente. Além da Compass, a Caixa Seguridade e o BR Partners também interromperam suas aberturas de capitais, alegando baixa demanda em razão da atual conjuntura do mercado.

A oferta teria como coordenadores os bancos Itaú BBA, Santander Brasil, Morgan Stanley, BTG Pactual, Bradesco BBI, Citigroup, BB Investimentos, UBS, Banco Safra e XP Investimentos.

As ações da Cosan fecharam o pregão desta segunda-feira na B3 em queda de 2,91% a R$ 66,31.

Resultados

Em agosto, a Cosan divulgou em seu relatório que a companhia registrou um prejuízo líquido de R$ 174,4 milhões no segundo trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 418,3 milhões que anotou um ano antes.

Relacionados:

► Caixa Econômica Federal suspende pela segunda vez este ano o IPO da Caixa Seguridade► Privatização dos Correios gera interesse de gigantes varejistas e incertezas para pequenos empresários

Leia mais: