clique para ir para a página principal

Mercados abrem em alta com notícias de recuperação de Trump

Atualizado em -

Mercados abrem em alta com notícias de recuperação de Trump Foto: Freepik
► Serasa Experian diz que abertura de empresas cresceu 17,7% em junho ► Oferta de ações da Suzano rende R$6,9 bilhões para o BNDES, informa CVM

O Ibovespa encerrou o último pregão (02) em forte queda, variação -1,53%, cotado a 94.016 pontos.

Na manhã de hoje, os mercados abriram em alta (S&P 500 futuro +0,6% e Europa + 0,71%) com notícias de que a condição de saúde do presidente americano, Donald Trump, está melhorando. A expectativa é de que ele receba alta hoje. Isso deve ajudar também a questão da extensão dos estímulos econômicos para o combate à pandemia do coronavírus. O presidente norte-americano tuitou sobre seu desejo de que o pacote de estímulos seja aprovado. Além disso, os dados de PMI da Europa mostram expansão, com o PMI composto da Zona do Euro registrando 50,4, enquanto as vendas no varejo da região cresceram 4,4% entre julho e agosto. Na comparação anual, a alta foi de 3,7%.

Indicadores

Na agenda de indicadores da semana, será divulgada a ata do comitê de política monetária norte-americano (FOMC), além de dados de atividade nos EUA e zona do Euro, e PMI de serviços das principais economias. Já no Brasil, teremos a divulgação do IPCA de setembro e dados de vendas no varejo de agosto.

Corporativo

No cenário corporativo, a Gol informou que no mês de setembro, a demanda para voos cresceu 36% sobre agosto. Já a oferta aumentou em 35% também na comparação com o mês anterior. Apesar do crescimento em relação ao mês 8, na comparação com setembro de 2019, a demanda caiu 60,6%, enquanto a oferta caiu 60%.

Entre as commodities, o petróleo Brent opera em alta de 3,46%, cotado a US$ 40,63.

Relacionados:

► Serasa Experian diz que abertura de empresas cresceu 17,7% em junho ► Oferta de ações da Suzano rende R$6,9 bilhões para o BNDES, informa CVM

Leia mais: