clique para ir para a página principal

Em último debate antes das eleições, Trump e Biden fazem ataques e tentam convencer eleitor

Atualizado em -

Em último debate antes das eleições, Trump e Biden fazem ataques e tentam convencer eleitor Foto: Jim Bourg | Pool via AP
► Bolsonaro afirma que país não aumentará impostos após a pandemia► Mourão afirma que estados poderão comprar vacina chinesa 'por conta própria'

No último debate antes das eleições presidenciais dos Estados Unidos, Donald Trump e Joe Biden se enfrentaram em clima um pouco mais ameno do que o visto no primeiro encontro, no fim de setembro.

Com eleições marcadas para 3 de novembro, os americanos viram o atual presidente ser atacado pela forma como está lidando com a pandemia de coronavírus. Do outro lado, o democrata Joe Biden foi questionado sobre seu filho, Hunter Biden, e possíveis negócios ilegais envolvendo a Ucrânia e a China.

Ao falar sobre o coronavírus, Biden ressaltou que os Estados Unidos já registrou mais de 220 mil mortes causadas pela doença e criticou a falta de plano de Trump.

“São mais de 220 mil americanos mortos. Não tenho mais nada a dizer esta noite a não ser: qualquer pessoa responsável por tantas mortes não deveria ser o presidente dos Estados Unidos", afirmou Biden.

Donald Trump se defendeu e citou vacinas que podem chegar até o final do ano para ajudar no combate ao vírus.

“Não é uma garantia, mas será até o fim do ano, temos uma boa chance. Há duas empresas: a Jhonson & Jhonson está avançando muito bem, a Moderna também, e a Pfizer também. Temos diversas outras”, disse o presidente.

Embora estivesse mais calmo do que no primeiro debate e não tenha interrompido seu adversário como no encontro anterior, Donald Trump tentou atacar a família de Biden em alguns momentos. O presidente acredita que Hunter Biden esteve envolvido em corrupção na Ucrânia e na China na época em que Joe Biden era vice-presidente de Barack Obama (2009-2017).

“Os e-mails horríveis sobre o tipo de dinheiro que você e sua família têm faturado. E Joe, você era vice-presidente quando algumas dessas coisas aconteciam. E creio que nunca deveriam ter acontecido. Acredito que você deve uma explicação ao povo americano”, atacou Trump.

Biden negou acusações e afirmou que sua família não está em julgamento.

“Nunca peguei um centavo de nenhuma fonte estrangeira em minha vida”, disse o democrata.

Relacionados:

► Bolsonaro afirma que país não aumentará impostos após a pandemia► Mourão afirma que estados poderão comprar vacina chinesa 'por conta própria'

Leia mais: