clique para ir para a página principal

Prévia da inflação registra alta de 0,94% em outubro, maior resultado em 25 anos; mercados operam em alta

Atualizado em -

Prévia da inflação registra alta de 0,94% em outubro, maior resultado em 25 anos; mercados operam em alta Foto: Tania Rego | Agência Brasil
► Bolsonaro afirma que país não aumentará impostos após a pandemia► Em último debate antes das eleições, Trump e Biden fazem ataques e tentam convencer eleitor

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial, teve alta de 0,94% no mês de outubro – aumento de 0,49 ponto percentual em relação a setembro e maior resultado para o mês nos últimos 25 anos. No ano, o IPCA-15 acumulado é de 2,31% e, nos últimos 12 meses, a variação foi de 3,52%.

Segundo o IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito tiveram alta em setembro. A maior variação (2,24%) e o maior impacto (0,45 p.p.) vieram do grupo Alimentação e bebidas, que acelerou em relação ao resultado de setembro (1,48%). Transportes teve alta de (1,34%) a segunda maior contribuição no índice do mês (0,27 p.p.). Já a segunda maior variação veio dos Artigos de Residência (1,41%), cujos preços subiram pelo sexto mês consecutivo.

O único grupo a apresentar queda em outubro foi Educação (-0,02%). Os demais ficaram entre as altas de 0,14% em Despesas Pessoais e de 0,84% em Vestuário.

Abertura de mercado

O Ibovespa fechou a quinta-feira (22) com variação positiva de 1,36%, chegando a 101.918 pontos. Na manhã de hoje, os mercados internacionais operaram no terreno positivo (S&P 500 futuro + 0,34% e Europa + 1,01%) com a expectativa de aprovação do novo pacote de estímulos nos EUA e bons indicadores econômicos na Europa. Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, disse ontem que está perto de chegar a um acordo com a Casa Branca sobre o novo pacote.

O PMI Industrial da Zona do Euro veio em 54,4, o da Alemanha em 58,0, e o do Reino Unido em 53,3. Todos eles superando os consensos do mercado e apontando para um crescimento.

Entre as commodities, os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em baixa de 3,14%, enquanto o petróleo Brent opera em alta de 0,54%, cotado a US$ 42,69.

No cenário corporativo, a Arezzo anunciou a aquisição do grupo Reserva, que foi avaliada em R$ 715 milhões.

Relacionados:

► Bolsonaro afirma que país não aumentará impostos após a pandemia► Em último debate antes das eleições, Trump e Biden fazem ataques e tentam convencer eleitor

Leia mais: