clique para ir para a página principal

Um dia após B3 liberar BDRs para pequenos investidores, negociações batem recorde

Atualizado em -

Um dia após B3 liberar BDRs para pequenos investidores, negociações batem recorde Foto: Freepik
► Ipea revê para cima a previsão para o PIB agropecuário de 2020; preços sobem 2,2% em setembro► Associação pede investigação sobre hipervalorização de papéis de empresas do grupo X

No primeiro dia após a B3 liberar as ações estrangeiras (BDRs) para pequenos investidores e pessoas físicas, conforme M1M mostrou ontem, as negociações chegaram a 31.522 pontos, maior índice desses ativos desde a sua criação. Os dados são da Economática.

O volume financeiro do conjunto de mais de 500 BDRs, porém, ficou estável em R$ 140 milhões, número similar aos valores negociados nas últimas semanas e às negociações desta quarta, 22, que somaram R$ 125,4 milhões. Porém, o volume ficou bem abaixo do recorde de R$ 666,291 milhões movimentados no dia 4 de setembro. Vale lembrar que a classe de ativo já era liberada para grandes investidores, como fundos e pessoas físicas com mais de R$ 1 milhão investidos.

No ranking das negociações estrangeiras, a Apple aparece em primeiro lugar, com 6.010 negócios efetuados. O papel teve queda de 1,18% no dia mas acumula valorização de 122% em 2020. Entre os 20 primeiros lugares, 18 são empresas dos Estados Unidos. Uma argentina (Mercado Livre) e uma de Hong Kong (Ali Baba).

O melhor desempenho entre as BDRs foi da Exxon Mobil (5,24% de alta) e a Nvídea teve a maior queda (1,39%).

Relacionados:

► Ipea revê para cima a previsão para o PIB agropecuário de 2020; preços sobem 2,2% em setembro► Associação pede investigação sobre hipervalorização de papéis de empresas do grupo X

Leia mais: