clique para ir para a página principal

Telefônica Brasil tem lucro 25% maior no 3º trimestre, mesmo com queda na receita

Atualizado em -

Telefônica Brasil tem lucro 25% maior no 3º trimestre, mesmo com queda na receita Divulgação
► Aumento de casos de Covid-19 na Europa impacta negativamente os mercados► Alta de alimentos em outubro chega a 9,75%, afetando principalmente os mais pobres

A telefônica (VIVT4) divulgou na noite de terça-feira (27) que alcançou lucro líquido de R$ 1,2 bilhões no terceiro trimestre deste ano, com crescimento de 25,5%.

A receita líquida da companhia encolheu 2,3% no comparativo anual, para R$ 10,79 bilhões, pressionada pelo recuo de 6,6% no serviço de telefonia fixa, impactada pela queda das receitas de voz, TV por assinatura e dados corporativos. No segmento móvel, a receita ficou estável.

A dona da marca Vivo conseguiu compensar parcialmente os efeitos da queda nas receitas com maior disciplina nas despesas, com os custos operacionais diminuindo 0,6%, para R$ 6,47 bilhões.

Apesar disso, o Ebitda (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) do 3T20 foi de R$ 4.322 milhões, uma redução de 4,8% em relação ao mesmo período no ano anterior, refletindo, ainda que em menor escala, a menor atividade comercial do período em função da pandemia do Covid-19, parcialmente compensada pela eficiência no controle de custos. A margem Ebitda do trimestre caiu 1,1 ponto percentual, para 40%.

Já os Investimentos realizados no 3T20 alcançaram R$ 1.803 milhões, o que representa 16,7% da receita operacional líquida do período. O montante investido foi principalmente destinado à expansão do footprint e adoção de FTTH e IPTV e ao reforço de capacidade e expansão da rede nas tecnologias 4G e 4.5G de forma a suportar a crescente demanda por dados e garantir a excelência na prestação de serviços.

Relacionados:

► Aumento de casos de Covid-19 na Europa impacta negativamente os mercados► Alta de alimentos em outubro chega a 9,75%, afetando principalmente os mais pobres

Leia mais: