clique para ir para a página principal

BDRs ficam mais acessíveis a partir desta quinta (29) com desdobramentos

Atualizado em -

BDRs ficam mais acessíveis a partir desta quinta (29) com desdobramentos Freepik
► Entenda o que são BDRs► Um dia após B3 liberar BDRs para pequenos investidores, negociações batem recorde

Com o objetivo de tornar mais acessível a compra por investidores brasileiros, 23 BDRs (Brazilian Depositary Receipts), recibos de ações de empresas internacionais, foram desdobradas e passam a ser negociadas por um valor menor a partir desta quinta-feira (29) na B3.

A operação aumenta o número total de papéis detidos pelo investidor, mas reduz na mesma proporção o valor de cada ativo. Essa estratégia faz com que o preço unitário fique mais acessível aos pequenos investidores.

Entre os BDRs que foram desdobrados, destaque para a controladora da Ambev, a AB Inbev (ABUD34), que passa a ser cotada por aproximadamente R$51 por ativo, e o Bank of America (BOAC34), cujos ativos passarão a ser vendidos por aproximadamente R$34 a unidade. Papeis do Citigroup, Wells Fargo, Pfizer e outros também foram desdobrados.

No dia 22 de outubro, a B3 já havia anunciado outra série de desdobramentos de BDRs, que incluiu empresas como Facebook, McDonalds, JP Morgan e Microsoft.

[APRENDA MAIS NA AULA DO MERCADO1M SOBRE COMO COMEÇAR A INVESTIR EM BDRS NA PRÁTICA]

Desdobramento de ações

O desdobramento de ações é um mecanismo usado por empresas que acreditam que o preço de suas ações está elevado demais e, por isso, pode dificultar a entrada de novos investidores.

Esse processo consiste em dividir cada ação como uma fatia de bolo. No caso de um desdobramento de 1 para 4, por exemplo, cada "fatia" será dividida em quatro (proporção de 1 para 4). Essa operação faz com que o valor de cada ação diminua e, ao mesmo tempo, aumenta o número de ações da empresa.

Relacionados:

► Entenda o que são BDRs► Um dia após B3 liberar BDRs para pequenos investidores, negociações batem recorde

Leia mais: