clique para ir para a página principal

Fleury apresenta lucro de R$ 132 milhões no 3T20; Suzano tem prejuízo de R$ 1,16 bilhão

Atualizado em -

Fleury apresenta lucro de R$ 132 milhões no 3T20; Suzano tem prejuízo de R$ 1,16 bilhão Pixabay
► Tesouro informa que contas do governo registram déficit de R$ 76,1 bi em setembro► Usiminas reverte prejuízo de R$ 395 milhões e reporta lucro de R$ 198 milhões no 3T20

A Fleury (FLRY3) divulgou nesta quinta-feira (29) que seu lucro líquido foi de R$ 132,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, com aumento de 45% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A receita líquida atingiu R$ 874,6 milhões, avanço de 15,7% no comparativo anual. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 35,7% e alcançou R$ 323,8 milhões.

No 3T20, o fluxo de caixa operacional registrou R$ 174,8 milhões, diminuição de 31,3%. A diminuição observada é explicada pela maior variação do capital de giro, parcialmente compensada pelo crescimento do Ebitda no período.

No capital de giro, a variação do contas a receber apresentou o impacto mais relevante, passando de R$ 3,5 milhões no 3T19 para R$ 226,7 milhões no 3T20. O impacto decorre da recuperação da receita durante o trimestre, com consequente elevação do contas a receber em relação ao 2T20.

Suzano

A Suzano (SUZB3) divulgou hoje que encerrou o terceiro trimestre com prejuízo líquido de R$ 1,16 bilhão, 66,53% abaixo da perda líquida registrada no mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, a desvalorização do real entre a abertura e o fechamento do trimestre teve impacto negativo na parcela da dívida em moeda estrangeira e no resultado com derivativos, o que explica a perda na última linha do balanço.

A receita líquida no 3T20 foi de R$ 7.471 milhões, sendo 82% gerada no mercado externo. Em relação ao 3T19, o aumento de 13% da receita líquida ocorreu em função principalmente da valorização de 35% do dólar médio ante o real, parcialmente compensados pela queda de 14% do preço médio líquido da celulose em dólar.

O Ebitda teve crescimento de 58%, a R$ 3,78 bilhões, impulsionado também pela boa performance operacional da companhia.

No trimestre, a geração de caixa operacional da Suzano alcançou R$ 2,85 bilhões, 88% acima do registrado um ano antes. Ao fim de setembro, a dívida líquida da Suzano era de R$ 68,7 bilhões, equivalente a 5,1 vezes o Ebitda em 12 meses.

Relacionados:

► Tesouro informa que contas do governo registram déficit de R$ 76,1 bi em setembro► Usiminas reverte prejuízo de R$ 395 milhões e reporta lucro de R$ 198 milhões no 3T20

Leia mais: