clique para ir para a página principal

Disputa nos EUA continua acirrada; produção industrial brasileira avança 2,6% em setembro

Atualizado em -

Disputa nos EUA continua acirrada; produção industrial brasileira avança 2,6% em setembro Divulgação | Internet
► Balança comercial tem superávit de US$ 6,1 bi em setembro► Senado aprova texto-base de projeto que prevê autonomia do Banco Central

O Ibovespa iniciou o mês de novembro em forte alta, variação +2,16%, cotado a 95.979 pontos. Na manhã de hoje, o índice S&P 500 futuro indica alta de 1,12% e a Europa sobe 0,87%, apesar da indefinição na noite de eleições nos EUA. O presidente americano se declarou vencedor, mas a disputa segue bastante acirrada para apontar quem será o próximo presidente dos EUA. Nos próximos dias, os estados de Wisconsin, Geórgia e Michigan serão decisivos para a vitória de um dos candidatos.

No cenário local, destaque para a aprovação do texto-base da proposta de autonomia do Banco Central no Senado. O projeto estabelece mandatos de quatro anos para os membros do BC, além de garantir que os mandatos não coincidam com os do presidente do país. O texto segue à Câmara sem data para ser apreciado.

Entenda a importância da autonomia do BC.

Produção industrial cresce

Entre os indicadores econômicos, a produção industrial brasileira registrou alta de 2,6% em setembro na comparação com agosto. Com o resultado, a produção recuperou o nível que tinha antes da pandemia de coronavírus. Os últimos cinco meses de crescimento eliminaram a perda de 27,1% acumulada entre março e abril.

Segundo o IBGE, o maior impacto para o bom resultado de setembro veio de veículos automotores, reboques e carrocerias, que avançou 14,1%, impulsionada pela continuidade do retorno à produção após a paralisação decorrente da pandemia. Outras contribuições positivas relevantes sobre o total da indústria vieram de máquinas e equipamentos (12,6%) e de confecção de artigos do vestuário e acessórios (16,5%).

Corporativo

No cenário corporativo, o Itaú teve queda de 30% no lucro líquido recorrente, atingindo R$ 5,03 bilhões ante R$ 7,16 bilhões no mesmo período do ano anterior. O índice de inadimplência acima de 90 dias teve queda para 2,2% diante da carência de até 180 dias dada aos tomadores de empréstimo.

Entre as commodities, os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de 0,63%, enquanto o petróleo Brent opera em alta de 2,42%, cotado a US$ 40,66.

Relacionados:

► Balança comercial tem superávit de US$ 6,1 bi em setembro► Senado aprova texto-base de projeto que prevê autonomia do Banco Central

Leia mais: