clique para ir para a página principal

Grupamento e desdobramento de ações: entenda o que significa e qual o objetivo deste movimento

Atualizado em -

Grupamento e desdobramento de ações: entenda o que significa e qual o objetivo deste movimento Pixabay
► Magazine Luiza aprova proposta de desdobramento de ações na proporção de 1 para 4

Um dia você observa sua carteira de investimentos e percebe que tem uma quantidade maior ou menor de ações do que comprou. Vamos explicar para você o que pode ter acontecido.

A cotação das ações pode levar a empresa a querer aumentar ou diminuir a quantidade de papéis em circulação na bolsa de valores. Esses movimentos são chamados de desdobramento e grupamento de ações.

Desdobramento

O desdobramento, ou split, acontece quando as cotações estão muito elevadas. A empresa decide, então, dividir as ações existentes, sem alterar o valor do investimento. Ao aumentar a quantidade de papéis no mercado, a companhia facilita a negociação, já que o valor dela será dividido proporcionalmente.

O objetivo deste movimento é aumentar a liquidez dos ativos, uma vez que elas se tornam mais acessíveis para pequenos investidores.

Por exemplo, se você tem 100 ações ao preço de R$ 10, isso significa que você tem, no total, R$ 1000 investidos. Caso ocorra o desdobramento de ações na proporção 1 para 5, você passaria a ter 500 ações ao preço de R$ 2. O valor investido não muda e continua R$ 1000.

Um exemplo mais recente foi o desdobramento de ações aprovado pela Magazine Luiza (MGLU3) na proporção de 1 para 4 em outubro deste ano. Antes disso, a companhia havia desdobrado os ativos na proporção 1 para 8 em julho de 2019.

Grupamento

Já o grupamento, ou inplit, ocorre na situação contrária à anterior, ou seja, é uma decisão tomada quando a empresa decide elevar o preço da ação para facilitar negociação. Ela também não altera o valor do investimento.

Este movimento pode ser utilizado com o propósito de diminuir a volatilidade dos ativos e também pode ser uma estratégia da própria empresa, uma vez que a cotação das ações pode estar ligada à percepção do valor da empresa pelos investidores.

Vamos novamente a um exemplo. Você possui 100 ações ao preço de R$ 2, logo, possui um investimento de R$ 200. Caso ocorra o grupamento de ações na proporção 2 para 1, você passaria a ter 50 ações ao preço de R$ 4. O total investido permanece em R$ 200.

Em julho desde ano, a TIM (TIMS3) aprovou o grupamento da totalidade das ações na proporção de cem ações ordinárias para uma ação ordinária, passando de 42,296 bilhões de ações para 422,967 milhões.

Vale citar ainda um terceiro caso que são as Bonificações. O processo ocorre quando a empresa aumenta o capital por incorporação de reservas e dá aos acionistas novas ações com base nas que já possuíam. Como consequência, o preço da ação é atualizado no mercado.

Relacionados:

► Magazine Luiza aprova proposta de desdobramento de ações na proporção de 1 para 4

Leia mais: