clique para ir para a página principal

IBGE revisa PIB de 2018 e crescimento passa de 1,3% para 1,8%

Atualizado em -

IBGE revisa PIB de 2018 e crescimento passa de 1,3% para 1,8% Pixabay
► Ipea revê para cima a previsão para o PIB agropecuário de 2020; preços sobem 2,2% em setembro► Governo projeta PIB per capita maior que o da Argentina em 2031

O IBGE divulgou hoje o resultado definitivo do crescimento da economia em 2018, último ano do governo Temer. O número foi revisado de 1,3% para 1,8% e atingiu R$ 7 trilhões.

A revisão do número de 2018 deve provocar a revisão dos números dos anos posteriores. As alterações deverão ser divulgadas no início de dezembro junto com o resultado do PIB o terceiro trimestre de 2020. De acordo com o IBGE, mesmo o índice revisto não recupera os patamares anteriores à recessão 2014-2016.

De acordo com a instituição, a revisão ocorreu pela incorporação de novos dados da Pesquisa Anual de Serviços e do Imposto de Renda para o conjunto das atividades de serviços, que responde por dois terços da economia brasileira. Houve ainda revisões para cima do investimento, do consumo do governo e do comércio exterior.

Segundo o IBGE, a revisão decorreu, principalmente, da incorporação de novos dados da Pesquisa Anual de Serviços e do Imposto de Renda para o conjunto das atividades de serviços, que respondem por cerca de dois terços da economia brasileira. Também contribuíram as revisões para cima do investimento, do consumo do governo e no comércio exterior.

O setor de serviços foi revisado de 1,5% para 2,1%, a agropecuária de 1,4% para 1,3% e a indústria de 0,5% para 0,7%. Para 2018, o consumo das famílias foi revisto de 2,1% para 2%, melhor resultado desde 2012 (3%). O investimento avançou 5% (3,9% anteriormente divulgado), primeira alta depois de quatro quedas seguidas.

Relacionados:

► Ipea revê para cima a previsão para o PIB agropecuário de 2020; preços sobem 2,2% em setembro► Governo projeta PIB per capita maior que o da Argentina em 2031

Leia mais: