clique para ir para a página principal

Estudo preliminar da fase 3 indica eficácia de mais de 90% em vacina da Pfizer contra Covid

Atualizado em -

Estudo preliminar da fase 3 indica eficácia de mais de 90% em vacina da Pfizer contra Covid Vesna Harni | Pixabay
► Maia defende CoronaVac e se põe à disposição para ajudar a solucionar o impasse sobre vacina► Resultados dos testes com vacina de Oxford devem ser apresentados neste ano

A Pfizer anunciou hoje que sua vacina experimental contra a Covid-19 é mais de 90% eficaz, segundo dados iniciais do estudo da fase 3. A fórmula é desenvolvida em parceria com a alemã BioNTech.

Os grupos farmacêuticos informaram também que ainda não encontraram nenhuma preocupação séria de segurança e esperam obter autorização de uso emergencial nos EUA ainda este mês.

Segundo a Reuters, as empresas são as primeiras a apresentar dados bem-sucedidos de um ensaio clínico em grande escala de uma vacina contra o vírus.

De acordo a Pfizer, a análise provisória foi conduzida após 94 participantes do estudo desenvolverem a Covid-19 e examinar quantos deles receberam a vacina e quantos foram tratados com o placebo. Para confirmar a taxa de eficácia, a empresa informou que vai continuar os estudos até que haja pelo menos 164 casos de Covid-19 entre os participantes.

Bill Gruber, um dos principais cientistas de vacinas da Pfizer, afirmou que esse número pode ser alcançado já no início do próximo mês. “Este é um grande dia para a saúde pública e para o potencial de nos tirar a todos das circunstâncias em que estamos agora”, disse. “Hoje é um grande dia para a ciência e a humanidade”, afirmou Albert Bourla, CEO da Pfizer, em comunicado da empresa à imprensa.

Trump

Em sua conta no Twitter, Donald Trumo saudou os resultados dos testes e o salto no mercado de ações que o anúncio feito pela farmacêutica provocou.

“MERCADO DE AÇÕES EM GRANDE ALTA, VACINA VINDO EM BREVE. RELATO DE 90% DE EFICÁCIA. ÓTIMAS NOTÍCIAS”, escreveu Trump, em caixa alta, na sua conta.

Relacionados:

► Maia defende CoronaVac e se põe à disposição para ajudar a solucionar o impasse sobre vacina► Resultados dos testes com vacina de Oxford devem ser apresentados neste ano

Leia mais: