clique para ir para a página principal

Governo dos EUA estende em 15 dias prazo para TikTok achar comprador americano

Atualizado em -

Governo dos EUA estende em 15 dias prazo para TikTok achar comprador americano TikTok | Divulgação
► Banimento do TikTok nos EUA é adiado após Trump falar em acordo► TikTok aciona a Justiça americana para tentar impedir bloqueio de downloads nos EUA

A administração Trump estendeu em quinze dias o prazo para a empresa chinesa ByteDance, proprietária do TikTok, encontrar um comprador nos Estados Unidos para que a empresa possa seguir operando no país, conforme detalhes da Agência France Presse (AFP).

O prazo original terminou no último dia 12 e, apesar da indicação do presidente Donaldo Trump de que não haveria extensão, a data limite passou para o próximo dia 27.

Na quinta-feira, o Departamento de Comércio disse que atrasaria a implementação da política de Trump para cumprir uma ordem judicial em favor de TikTok. Cabia ao procurador-geral William Barr fazer cumprir a ordem do presidente, mas isso não aconteceu. Um porta-voz do Departamento de Justiça se recusou a comentar sobre por que o governo Trump parecia estar recuando de sua campanha de pressão sobre TikTok.

Como justificativa para o ultimato, o governo de Trump afirmou que o aplicativo de compartilhamento de vídeos poderia ser usado para espionagem chinesa. Após ameaçar sua proibição, determinou que a empresa fosse vendida para investidores americanos.

A tentativa de proibir o aplicativo foi contestada em pelo menos dois tribunais dos Estados Unidos. O TikTok e sua empresa controladora entraram com uma ação na capital, enquanto os "criadores" do aplicativo têm um processo paralelo pendente em um tribunal da Pensilvânia, que bloqueou a proibição em 30 de outubro.

Relacionados:

► Banimento do TikTok nos EUA é adiado após Trump falar em acordo► TikTok aciona a Justiça americana para tentar impedir bloqueio de downloads nos EUA

Leia mais: