clique para ir para a página principal

PIX começa a funcionar 100% nesta segunda (16)

Atualizado em -

PIX começa a funcionar 100% nesta segunda (16) Freepik
► Banco Central informa que alcançou 30 milhões de "chaves" de identificação para uso do PIX► Pagamentos por aproximação aumentaram 330% no Brasil no primeiro semestre de 2020

O PIX, novo sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (BC), começa a funcionar de forma integral nesta segunda-feira (16) depois de passar por uma fase de testes de duas semanas. A ferramenta tem sido assunto entre clientes, instituições financeiras e é a aposta do Banco Central para modernizar seus sistemas.

O sistema custou R$ 13,5 milhões aos cofres públicos e sua principal vantagem é a possibilidade de realizar pagamentos e transferências de forma imediata pelo celular, a qualquer dia e hora, inclusive nos fins de semana e feriados. O BC garante que as transações serão realizadas pelo PIX em até 10 segundos. Antes, o cliente que precisava realizar um TED ou DOC só podia fazer essas operações em dias úteis, em horários específicos, e aguardava um tempo até que a transação fosse realizada.

Inicialmente, o PIX terá como centro a realização dessas transferências de valores. No futuro, o objetivo é que a ferramenta seja usada para facilitar outras operações como pagamento de impostos, taxa de passaportes, inscrição de vestubular e até o mercado de crédito.

Como usar?

O PIX também é de fácil acesso: para usar o sistema, o usuário só precisa ter uma conta corrente, poupança ou uma conta pré-paga em uma instituição financeira ou de pagamento.

O usuário deve escolher entre CPF/CNPJ, email, número de telefone celular ou uma chave aleatória para obter sua chave PIX, que será usada nas transações. Essa chave evita que a pessoa tenha que passar seus dados pessoais para que a operação seja feita e aumenta a segurança do sistema.

Para criar a chave, o cliente deve acessar o Internet Banking, aplicativo do celular ou ir até a agência de sua instituição financeira. A criação da chave é imediata e, a partir de hoje, assim que a chave for cadastrada já será possível utilizar o PIX.

A responsabilidade por conferir as informações e realizar as transações é dos computadores do Banco Central.

Relacionados:

► Banco Central informa que alcançou 30 milhões de "chaves" de identificação para uso do PIX► Pagamentos por aproximação aumentaram 330% no Brasil no primeiro semestre de 2020

Leia mais: