clique para ir para a página principal

Indicador de Comércio Exterior: exportações para Argentina crescem

Atualizado em -

Indicador de Comércio Exterior: exportações para Argentina crescem Freepik
► A importância da exportação para a economia brasileira► Balança comercial tem superávit de US$ 0,572 bilhões na segunda semana de novembro

A balança comercial brasileira tem um saldo positivo de US$ 47,4 bilhões no acumulado dos dez primeiros meses deste ano, como aponta a FGV nesta terça-feira (17) com a divulgação do Indicador de Comércio Exterior (ICOMEX).

Segundo a FGV, o superávit da balança comercial foi de US$ 5,5 bilhões em outubro e o país continua com o comportamento que tem sido observado ao longo do ano: tanto em valor quanto em volume, a queda mais acentuada nas importações do que nas exportações explica o aumento do superávit em 2020 em relação a 2019.

Um dos destaques na área é o aumento da exportações para a Argentina: em relação ao setor automotivo (veículos e peças), por exemplo, houve aumento, em valor, de 23% das exportações para a Argentina entre os meses de outubro de 2019 e 2020. Outro dado importante mostra crescimento no volume total exportado em 20,9% para o vizinho, onde mais de 90% da pauta é composta de produtos da indústria de transformação.

Na contramão do que tem acontecido com a Argentina, as exportações para a China tiveram queda de 13,5% no volume na comparação mensal entre 2019 e 2020. Segundo a FGV, a queda é resultado da desaceleração dos embarques de soja, comportamento já esperado. Em relação às exportações para Estados Unidos e União Europeia, a tendência de queda continua.

O setor de agropecuária lidera o volume exportado até outubro, um aumento de 13,1% em relação a 2019. A indústria extrativa registra uma variação quase nula (+0,8%) e a indústria de transformação teve queda de 5,6%.

exportacoes

Relacionados:

► A importância da exportação para a economia brasileira► Balança comercial tem superávit de US$ 0,572 bilhões na segunda semana de novembro

Leia mais: