clique para ir para a página principal

Investimentos no país sobem 3,5% em setembro em relação a agosto deste ano, informa Ipea

Atualizado em -

Investimentos no país sobem 3,5% em setembro em relação a agosto deste ano, informa Ipea Tânia Rego/Agência Brasil
► Mais da metade da indústria está com dificuldade para atender as demandas, informa CNI► Bolsonaro e presidente da Argentina têm primeira reunião bilateral

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) informou nesta segunda-feira (30) que o Indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que mede os investimentos no aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação do estoque de capital fixo, registrou um aumento de 3,5% em setembro frente a agosto deste ano. Na comparação com setembro de 2019, houve um avanço de 1,1% nos investimentos.

No terceiro trimestre do ano, o indicador avançou 16,3%, mas, na comparação com o mesmo período de 2019, houve recuo de 2,8%. No acumulado de 12 meses encerrados em setembro, a queda foi de 3,6%.

Setembro registrou aumento de 2% na produção de máquinas e equipamentos destinados ao mercado interno, enquanto a importação desses produtos aumentou 30,1% no mesmo período. O consumo aparente de máquinas e equipamentos apresentou um crescimento de 4,3% em setembro, encerrando o terceiro trimestre com uma alta de 9,7%.

O indicador de construção civil avançou 2% em setembro, na série dessazonalizada – quinta valorização positiva consecutiva na base de comparação. Com isso, o segmento registrou um crescimento de 18,4% na passagem entre o segundo e terceiro trimestres de 2020.

Na comparação com setembro de 2019, os resultados foram heterogêneos. Enquanto a construção civil apresentou alta de 10,9%, houve recuo nos segmentos de máquinas e equipamentos (6,2%) e outros ativos fixos (6,6%), com desempenhos similares na comparação trimestral.

Relacionados:

► Mais da metade da indústria está com dificuldade para atender as demandas, informa CNI► Bolsonaro e presidente da Argentina têm primeira reunião bilateral

Leia mais: