clique para ir para a página principal

Vale tem maior lucro entre empresas abertas da América Latina no 3º trimestre, informa Economatica

Atualizado em -

Vale tem maior lucro entre empresas abertas da América Latina no 3º trimestre, informa Economatica Ricardo Moraes/Reuters
► Confiança do setor de Serviços cai pelo segundo mês consecutivo► Gigantes do varejo aumentaram em 100% vendas digitais na Black Friday

A Economatica divulgou nesta segunda-feira (30) que a Vale (VALE3) terminou o terceiro trimestre deste ano com o maior lucro entre as empresas de capital aberto da América Latina. Segundo o levantamento, o ganho foi de R$ 15,6 bilhões, o maior já registrado por uma empresa de capital aberto brasileira em um terceiro trimestre, em valores nominais (sem correção). O segundo maior lucro também é da Vale: R$ 12,4 bilhões, no terceiro trimestre de 2008.

Os bancos aparecem com seis instituições entre as 20 mais lucrativas da região, seguido por mineração, que possui três. Seguros e alimentos & bebidas participam com duas empresas cada. O maior crescimento percentual foi registrado pela Cyrela (CYRE3), do setor da construção.

Em relação à receita, a Petrobras (PETR4) lidera os ganhos na América Latina. A petroleira brasileira é a empresa de capital aberto com maior volume de receita líquida operacional de julho a setembro na região, totalizando US$ 12,5 bilhões.

Maiores lucros no 3º trimestre de 2020 (em milhões de dólares)

  1. Vale: US$ 2.768,29
  2. America Móvil: US$ 851,77
  3. Itaú Unibanco: US$ 796,36
  4. GMexico: US$ 782,05
  5. Bradesco: US$ 743,54
  6. Santander Brasil: US$ 675,65
  7. JBS: US$ 555,39
  8. Banco do Brasil: US$ 546,90
  9. Wal Mart de Mexico: US$ 414,20
  10. Ambev: US$ 403,28
  11. BF Banorte: US$ 402,18
  12. Sul América: US$ 306,18
  13. Cyrela: US$ 248,78
  14. Southern Peru CC: US$ 244,05
  15. CPFL Energia: US$ 237,10
  16. Banco Santander Serfin: US$ 227,13
  17. Ecopetrol: US$ 220,30
  18. Funo: US$ 20244
  19. B3: US$ 201,57
  20. BB Seguridade: US$ 194,06

Relacionados:

► Confiança do setor de Serviços cai pelo segundo mês consecutivo► Gigantes do varejo aumentaram em 100% vendas digitais na Black Friday

Leia mais: