clique para ir para a página principal

Abdib divulga que transporte e saneamento têm as maiores defasagens de investimentos

Atualizado em -

Abdib divulga que transporte e saneamento têm as maiores defasagens de investimentos Pixabay
► Ipea: Investimentos em infraestrutura são essenciais para a retomada da economia pós-Covid► Burocracia ainda é um entrave para o crescimento sustentável da infraestrutura do país, reporta CNI

A Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) informou nesta terça-feira (1) que os investimentos em infraestrutura estão em patamares muito inferiores aos níveis mínimos necessários. O montante aplicado na área somou R$ 123,9 bilhões em 2019, inferior em 31,3% ao pico atingido em 2014, quando foram aplicados R$ 180,3 bilhões no setor em números atualizados.

Segundo o levantamento, são necessários ao menos R$ 284,4 bilhões de investimentos por ano, o que corresponde a 4,3% do PIB, ao longo dos próximos dez anos, para o país "reduzir gargalos ao desenvolvimento econômico e social", conforme já noticiamos aqui.

cenário dos investimentos na infraestrutura brasileira

Fonte: Abdib - Inclui investimentos públicos e privados realizados em 2019 em todos os níveis de governo diante da necessidade anual de investimentos no setor.

A defasagem está mais visível nos setores de saneamento básico, de transportes e logística. Em transportes, são necessários R$ 149 bilhões por ano (2,26% do PIB), mas foram investidos apenas R$ 25 bilhões em 2019 (0,34% do PIB), juntando investimentos públicos e privados. Já em saneamento básico são necessários R$ 30 bilhões por ano (0,45% do PIB), mas foram investidos somente R$ 14,4 bilhões em 2019 (0,20% do PIB), juntando investimentos públicos e privados.

Nos setores de energia elétrica e de telecomunicações há defasagens, mas em níveis inferiores. Em energia elétrica, são necessários R$ 55,4 bilhões por ano (0,84% do PIB), mas foram investidos somente R$ 51,4 bilhões em 2019 (0,71% do PIB), juntando investimentos públicos e privados. Já em telecomunicações são necessários R$ 50 bilhões por ano (0,76% do PIB), mas foram investidos apenas R$ 33,1 bilhões em 2019 (0,46% do PIB), juntando investimentos públicos e privados.

No total, são necessários R$ 50,0 bilhões por ano (0,76% do PIB), mas foram investidos somente R$ 33,1 bilhões em 2019 (0,46% do PIB), juntando investimentos públicos e privados. Para a Abdib, considerando o nível de defasagem nos investimentos, é fundamental a complementariedade entre o setor público e privado para assegurar o incremento da taxa de investimento no setor.

investimentos públicos e privados realizados na infraestrutura

Fonte: Abdib - Inclui investimentos públicos e privados realizados entre 2010 e 2019 em todos os níveis de governo. Números atualizados a preços de 2019

"Desde 2014, quando o Brasil conseguiu investir R$ 180,3 bilhões na infraestrutura, ponto máximo da história recente, os valores de investimentos anuais na infraestrutura brasileira caíram drasticamente, fazendo com que o hiato entre a realidade do que é investido e a necessidade de investimento anual permaneça muito grande em um país com deficiências históricas no acesso e na qualidade da infraestrutura", informou a associação.

Relacionados:

► Ipea: Investimentos em infraestrutura são essenciais para a retomada da economia pós-Covid► Burocracia ainda é um entrave para o crescimento sustentável da infraestrutura do país, reporta CNI

Leia mais: