clique para ir para a página principal

No melhor mês para o Ibovespa desde 2016, ações de aéreas disparam

Atualizado em -

No melhor mês para o Ibovespa desde 2016, ações de aéreas disparam Freepik
► Demanda por voos domésticos cresceu 31% em outubro, afirma Abear► Ibovespa encerra em queda de 1,52%; novembro registra alta de 15,9%

O mês de novembro foi decisivo em assuntos importantes como as eleições nos Estados Unidos e o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19 para tentar frear a pandemia que começou em dezembro de 2019 em Wuhan, na China.

A bolsa brasileira foi beneficiada e o Ibovespa teve seu melhor desempenho mensal desde março de 2016. Embora tenha fechado o último pregão (30) em queda de 1,52%, o índice acumula alta mensal de 15,98%. Em março de 2016, o desempenho foi uma alta acumulada de 16,97%. Apostas otimistas acreditam que o índice chegará aos 120 mil pontos em 2021.

Com os resultados positivos do Ibovespa, vieram também bons números de ações, com destaque para duas empresas aéreas, duramente afetadas pela pandemia: as ações da Azul (AZUL4) tiveram variação de 68,51% no mês de novembro, enquanto os papeis da Gol (GOLL4) registraram variação de 49,90%. Outros bons desempenhos vieram da CVC (CVCB3), com variação de 46,58%, e da Embraer (EMBR3), com variação de 33,83%.

Por outro lado, embora a Magazine Luiza (MGLU3) tenha tido um ótimo resultado na Black Friday, as ações da empresa tiveram variação de -5,28% em novembro. Veja aqui os resultados positivos da última sexta-feira (27) conquistados por Magazine Luiza e Via Varejo.

Relacionados:

► Demanda por voos domésticos cresceu 31% em outubro, afirma Abear► Ibovespa encerra em queda de 1,52%; novembro registra alta de 15,9%

Leia mais: