clique para ir para a página principal

Nokia lidera grupo de empresas em projeto de rede sem fio 6G para a União Europeia

Atualizado em -

Nokia lidera grupo de empresas em projeto de rede sem fio 6G para a União Europeia Divulgação/Nokia
► Governo libera R$ 409 milhões para projetos de tecnologia e em soluções para internet 5G► Chinesa Huawei deve participar do leilão 5G no Brasil

Enquanto o 5G ainda está no início de implantação, o mundo já se prepara para o futuro. A Nokia (NYSE: NOK), empresa de telecomunicação, está liderando um grupo de empresas e universidades para o projeto sem fio Hexa-X, que é financiado pela União Europeia e promete desenvolver uma nova tecnologia 6G.

Neste grupo estão inclusas a fabricante de equipamentos sem fio Ericsson, operadoras como a Orange, Tim e Telefônica, e outros grandes nomes como a Intel, Siemens e universidades como a Universidade di Pisa e Universidade de Oulu. A lista completa de participantes pode ser conferida clicando aqui.

No site disponível, os participantes ressaltam que a partir de 2030, a Europa e o mundo vão enfrentar oportunidades e desafios de crescimento e sustentabilidade de grande magnitude; e que lidar com eficiência do "green deal", inclusão digital e garantia de saúde e segurança em um mundo pós-pandemia será fundamental.

"Uma visão poderosa é necessária para conectar os mundos físico, digital e humano, firmemente ancorada em tecnologia sem fio do futuro e pesquisa arquitetônica. A visão do Hexa-X exige uma estrutura de inteligência conectada, redes de redes, sustentabilidade, cobertura de serviço global, experiência extrema e confiabilidade", afirma nota.

O projeto inclui o desenvolvimento de capacitadores nas áreas de novas tecnologias de acesso de rádio em altas frequências, localização e detecção de alta resolução, inteligência conectada por meio de interface aérea controlada por inteligência artificial e governança para redes futuras, e capacitadores arquitetônicos 6G para desagregação de rede e confiabilidade dinâmica.

Espera-se que o 5G pavimente o caminho para a digitalização e transformação de setores industriais chave, como transporte, logística, comércio, manufatura, saúde, mineração, cidades inteligentes, e segurança pública. O 6G chegaria para ampliar isso, usando ondas terahertz de altíssima frequência e fornecendo conectividade avançada que poderia até conectar tecnologia ao corpo e cérebro humanos.

Mundo conectado

Nos Estados Unidos existem o projeto Next G Alliance, que conta com o suporte de membros fundadores como Apple, AT&T, Dell, Intel, Google, Facebook, LG e Microsoft, e tem como objetivo avançar a liderança global norte-americana sobre o caminho evolucionário do 5G e o desenvolvimento precoce do 6G.

Há também o O-RAN Alliance, projeto fundado em 2018 com sede na Alemanha pela AT&T, China Mobile, Deutsche Telekom, NTT DOCOMO e Orange que busca o desenvolvimento e construção da tecnologia sem fio, e tem a missão de remodelar a industria na direção de redes móveis mais inteligentes, abertas, virtualizadas e totalmente interoperáveis.

O governo chinês também financia um grupo de desenvolvimento do 6G. Em novembro deste ano, o país lançou o primeiro teste de satélite de comunicação 6G do Taiyuan Satellite Launch Center para verificar a performance no espaço.

Relacionados:

► Governo libera R$ 409 milhões para projetos de tecnologia e em soluções para internet 5G► Chinesa Huawei deve participar do leilão 5G no Brasil

Leia mais: