clique para ir para a página principal

Ibovespa atinge maior patamar desde 19 de fevereiro e encerra o dia em alta de 1,88% aos 115.128 pontos

Atualizado em -

Ibovespa atinge maior patamar desde 19 de fevereiro e encerra o dia em alta de 1,88% aos 115.128 pontos Unsplash
► B3 é eleita bolsa de valores do ano pelo Global Investor Group pela 2ª vez consecutiva► Empresário da indústria segue otimista em relação à economia brasileira, informa CNI

O índice brasileiro encerrou o dia em alta de +1,88% aos 115.128 pontos atingindo seu maior patamar de fim de sessão desde o dia 19 de fevereiro, puxado pelas ações de empresas ligadas a commodities e pelos bancos. Os fatores que estimularam esta alta foram a valorização do barril do petróleo no mercado internacional e o aumento nos estímulos anunciado pelo Banco Central Europeu.

A autoridade monetária europeia expandiu seu programa de compras de títulos em 500 bilhões de euros a 1,85 trilhão de euros por mês e prorrogou seu estímulo em 9 meses, até março de 2022.

Por aqui no Brasil, as vendas no varejo brasileiro cresceram 0,9% em outubro na comparação com setembro, mostrou o IBGE. Com isso, o patamar do varejo bateu recorde pela terceira vez seguida, ficando também 8,0% superior a fevereiro, nível pré-pandemia. A expectativa, segundo o consenso Bloomberg, era de que as vendas no varejo tivessem subido 0,1% na base de comparação mês a mês após alta anterior de 0,6% e 7% no comparativo anual.

Além disso, a notícia de que a Anvisa decidiu conceder autorização temporária de uso emergencial de vacinas contra a Covid-19, trouxe otimismo para os investidores brasileiros.

Nos EUA foi divulgado hoje que o total de pedidos por seguro-desemprego no país atingiu 853 mil na semana passada contra expectativa de que fossem solicitados 730 mil auxílios.

Enquanto isso, o dólar comercial registra queda de -2,6% a R$ 5,0369 na compra e a R$ 5,0379 na venda.

Maiores altas

  • CSN (CSNA3) +10,50% R$ 28,53
  • Petrorio (PRIO3) +6,08% R$ 57,76
  • Banco do Brasil (BBAS3) +5,20% R$ 37,83

Maiores baixas

  • Suzano (SUZB3) -3,68% R$ 50,55
  • BRF (BRFS3) -2,51% R$ 22,11
  • Magazine Luiza (MGLU3) -2,42% R$ 23,40

Relacionados:

► B3 é eleita bolsa de valores do ano pelo Global Investor Group pela 2ª vez consecutiva► Empresário da indústria segue otimista em relação à economia brasileira, informa CNI

Leia mais: