clique para ir para a página principal

XP lança primeiro ETF (GOLD11) vinculado ao ouro no Brasil

Atualizado em -

XP lança primeiro ETF (GOLD11) vinculado ao ouro no Brasil Pixabay
► ETFs: Cesta de ativos pode ser porta de entrada para a Bolsa► B3 passa a negociar 37 BDRs de fundos de índices estrangeiros a partir desta segunda (30)

A XP Inc (XP) lançou esta semana o primeiro ETF (GOLD11) aberto a investidores em geral vinculado ao preço do ouro no Brasil. As cotas do fundo são negociadas da mesma maneira que ações, com o investidor dando suas ofertas de compra e venda através de uma corretora.

Segundo a XP, esse ETF terá pelo menos 95% em cotas de um outro ETF, negociado no exterior em dólar, o Ishares Gold Trust ETF (IAU), gerido pela BlackRock. O IAU segue o índice de referência LBMA Gold Price que replica o preço do ouro no mundo.

Por conta do GOLD11 seguir ativos negociados em dólar, o fundo também está exposto às oscilações da moeda americana. Portanto, embora o investidor brasileiro possa investir em reais, a valorização deste ETF dependerá não só do preço do ouro, mas também da cotação do dólar.

De acordo com a B3, o objetivo deste lançamento é gerar mais possibilidades de diversificação para qualquer investidor.

"Temos repetido muito que a diversificação é o caminho para um portfólio forte e robusto, por isso, entendemos que a listagem desse ETF proporciona aos investidores mais uma opção de investimento", afirmou Mario Palhares, diretor de Produtos Listados na B3, em nota divulgada.

No Brasil, devido a grande desvalorização do real perante o dólar americano, o ouro acumula alta de 49% desde janeiro - resultado da soma da alta do dólar no nosso país e do valor do metal no exterior.

No mundo, o ouro acumula uma alta de 22% em 2020, enquanto o índice DXY, que mede o desempenho do dólar diante de seus principais pares, já caiu 6,27%. A busca por investimentos em ouro cresceu por conta do forte crescimento dos gastos dos governos em todo mundo para combater o impacto da pandemia da Covid-19.

Relacionados:

► ETFs: Cesta de ativos pode ser porta de entrada para a Bolsa► B3 passa a negociar 37 BDRs de fundos de índices estrangeiros a partir desta segunda (30)

Leia mais: