clique para ir para a página principal

Petrobras assina venda de campos terrestres no Recôncavo por US$ 250 milhões

Atualizado em -

Petrobras assina venda de campos terrestres no Recôncavo por US$ 250 milhões Agência Petrobras | Divulgação
► Petrobras antecipará US$ 2 bilhões em títulos emitidos no exterior; ações disparam► Petrobras assina contrato para venda de campo terrestre em Sergipe por US$ 1,5 milhão

A Petrobras informou hoje ao mercado que vendeu a totalidade da sua participação em 14 campos terrestres de exploração e produção no Recôncavo Baiano. O valor da venda é de US$ 250 milhões, sendo US$ 10 milhões pagos imediatamente e US$ 240 milhões no fechamento da transação. A negociação foi feita com a Ouro Preto Energia Onshore S.A, subsidiária integral da #R Petroleum Óleo e Gás S.A.

Em comunicado, a estatal brasileira informou que a operação, que ainda precisa ser aprovada pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) está alinhada à estratégia de otimização e portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar seus recursos em ativos de classe mundial em ativos de águas profundas ou ultra-profundas, onde a Petrobras detêm alta tecnologia para exploração.

O Polo do Recôncavo Baiano compreende os campos terrestres de Aratu, Ilha de Bimbarra, Mapele, Massui, Candeias, Cexis, Socorro, Dom João, Pariri, Socorro Exte

A Petrobras é operadora com 100% de participação nas concessões dos campos do Polo Recôncavo Baiano, com exceção de Cambacinca e Guanambi, em que possui participação majoritária de 75% e 80%, respectivamente. A produção média do polo foi de 2.145 barris de óleo por dia entre janeiro e novembro e 465 mil m³/dia de gás natural.

Biocombustível

A Petrobras também informou ter concluído a fase de negociação com a RP Participações em Biocombustíveis para a venda da totalidade (50%) das suas ações de emissão da BSBios Industria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S/A (BSBios), subsidiária da Petrobras Biocombustível (PBio).

O valor atribuído a 100% da BSBIOS é de R$ 1,235 bilhão. Com as deduções da dívida líquida e demais ajustes de preços, o valor líquido a ser recebido será de cerca de R$ 319 milhões, caso a transação seja aprovada pela ANP.

Relacionados:

► Petrobras antecipará US$ 2 bilhões em títulos emitidos no exterior; ações disparam► Petrobras assina contrato para venda de campo terrestre em Sergipe por US$ 1,5 milhão

Leia mais: