clique para ir para a página principal

SP voltará para fase vermelha do lockdown contra a Covid neste final de ano

Atualizado em -

SP voltará para fase vermelha do lockdown contra a Covid neste final de ano Sergio Andrade/Governo do Estado de São Paulo
► Instituto Butantan finaliza testes da fase 3; resultados de eficácia devem ser apresentados amanhã► Autorização para uso de vacina no bloco europeu anima mercados

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta terça-feira (22) a proibição de funcionamento de comércio não essencial, bares, restaurantes e shoppings centers entre 25 e 27 de dezembro e entre 1 e 3 de janeiro com o objetivo de contar o avanço da pandemia causada pela Covid-19 no estado.

Nos dias fora do período do Natal e Ano Novo o estado segue na fase amarela do Plano SP, com exceção de Presidente Prudente, que ultrapassou 80% da lotação de UTIs e ficará na fase vermelha.

“A gente precisa lembrar que não estamos em momento de festas e aglomerações. É nesse momento que esse risco de descontrole da pandemia acontece e o mundo inteiro está aplicando medidas específicas”, comentou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Há também a preocupação com lotação de praias durante este período.

“As pessoas entendem que não existe problema na praia, por estarem ao ar livre, mas essas pessoas se aglomeram embaixo dos guarda-sóis, bebem, riem sem máscara e isso é o cenário de transmissão do vírus. As pessoas falsamente se sentem seguras”, alertou o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

O coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus do governo de São Paulo, João Gabbardo, alertou que as medidas anunciadas nesta terça podem ser ainda mais endurecidas no futuro, caso não surtam efeito nos indicadores de saúde.

"Nós precisamos dar um sinal para a população, sinal de que estamos em uma pandemia, sinal de que nós estamos em uma fase bastante preocupante em relação ao número de casos e temos que mostrar para a população que a recomendação é ficar em casa", disse Gabbardo.

Também no dia de hoje, o governador João Doria realizou uma reunião para discutir o Programa Estadual de Imunização, que deve atender 9 milhões de pessoas na primeira fase.

"Com tudo pronto, caminhões carregados com a vacina sairão, no dia 11 de janeiro, do Butantan para distribuir a vacina nos municípios”, afirmou o governador.

Um plano de comunicação será lançado dias antes da vacinação para convocar a população e esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao tema.

Relacionados:

► Instituto Butantan finaliza testes da fase 3; resultados de eficácia devem ser apresentados amanhã► Autorização para uso de vacina no bloco europeu anima mercados

Leia mais: