clique para ir para a página principal

Banco Central divulga que saída de dólares do país soma US$ 27,9 bilhões em 2020

Atualizado em -

Banco Central divulga que saída de dólares do país soma US$ 27,9 bilhões em 2020 Divulgação
► Balança comercial tem superávit de US$ 50,9 bilhões em 2020; valor é superior ao registrado em 2019► Investidores estrangeiros retiraram R$ 31,8 bilhões da bolsa brasileira no ano passado, informa B3

O Banco Central informou nesta quarta-feira (06) que a retirada de dólares da economia brasileira superou o ingresso de divisas em US$ 27,923 bilhões em 2020. Com isso, houve queda em relação a 2019, quando US$ 44,768 bilhões deixaram o país. Ainda assim, o ano de 2020 representou a segunda maior retirada de recursos da economia brasileira.

Apesar da saída menor de recursos do país, o dólar apresentou alta no ano passado por conta das consequências relacionadas à pandemia da Covid-19 e com as incertezas sobre as contas públicas. Em 2020, a moeda norte-americana avançou 29%. No ano anterior, havia subido 3,5%.

Segundo a instituição monetária, houve uma saída de US$ 35 bilhões do país entre fevereiro e maio deste ano. Contudo, de junho em diante, houve ingresso de recursos para aplicações em ações e fundos de investimentos, além de títulos de renda fixa, no valor de cerca de US$ 25 bilhões. Deste modo, as retiradas, até novembro, não foram totalmente recompostas. Ao mesmo tempo, também houve um ingresso menor de recursos no país para investimentos produtivos neste ano.

O Banco Central noticiou ainda que os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira, de janeiro a novembro, somaram US$ 33,428 bilhões nos onze primeiros meses do ano passado, contra US$ 66,350 bilhões no mesmo período de 2019.

Em contrapartida, o comportamento da balança comercial contribuiu na direção oposta, para uma entrada de recursos no país. Em 2020, o superávit da balança comercial somou US$ 50,995 bilhões, contra US$ 48,036 bilhões no ano anterior, conforme noticiou o Ministério da Economia.

Bolsa de Valores

A B3 divulgou ontem (5) que os investidores estrangeiros retiraram R$ 31,8 bilhões da bolsa brasileira em 2020. Este é o terceiro ano seguido de perda de recursos externos, mas o volume foi menor do que o registrado em 2019, quando houve uma retirada recorde de R$ 44,5 bilhões.

Mesmo com a saída desse montante, dezembro registrou saldo positivo pelo terceiro mês consecutivo. As compras de ações destes investidores somaram R$ 330,3 bilhões no último mês do ano, enquanto as vendas atingiram R$ 310,5 bilhões, resultando num ingresso líquido de R$ 19,7 bilhões. Em novembro, houve entrada de R$ 33,3 bilhões.

No acumulado de 2020, os estrangeiros compraram R$ 3,443 trilhões em ações e venderam R$ 3,475 trilhões, resultando no saldo líquido negativo de R$ 31,8 bilhões. Apesar do grande fluxo de saída, os investimentos estrangeiros representaram em 2020 quase metade do total de investidores da bolsa: 46,6%. Em 2019, a participação era de 45,1%.

Relacionados:

► Balança comercial tem superávit de US$ 50,9 bilhões em 2020; valor é superior ao registrado em 2019► Investidores estrangeiros retiraram R$ 31,8 bilhões da bolsa brasileira no ano passado, informa B3

Leia mais: