clique para ir para a página principal

Acordo entre CVM e Senacon ajudará em reclamações de pequenos investidores

Atualizado em -

Acordo entre CVM e Senacon ajudará em reclamações de pequenos investidores Shutterstock
► Investidores estrangeiros retiraram R$ 31,8 bilhões da bolsa brasileira no ano passado, informa B3► B3 começa a negociar cotas do FII BB FOF nesta quarta-feira (06)

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) assinaram nesta quinta-feira (07) parceria que vai ajudar na proteção e orientação de pequenos investidores utilizado a plataforma www.consumidor.gov.br.

O objetivo, segundo a Senacon, é chamar atenção para a figura do investidor como consumidor, podendo enfrentar situações de hipossuficiência técnica frente ao fornecedor de produtos e serviços no mercado de capitais. A plataforma permitirá também a realização de ações educacionais no segmento.

Através dos resultados coletados pelas reclamações, a parceria vai analisar os dados para propor políticas públicas direcionadas à proteção e defesa do consumidor.

“É importante que esses consumidores registrem suas reclamações para que possamos combater os abusos, já que a CVM tem relatado um aumento das reclamações que chegam na autarquia”, afirmou Juliana Domingues, secretária nacional do consumidor.

Em outubro de 2020, o número de contas na B3 ultrapassou a marca de 3,2 milhões. Um estudo realizado pela instituição mostrou que 73% dos novos investidores se informam sobre investimentos na internet, 60% através de YouTube/Influenciadores, 38% através de e-mails, alertas, notificações de brancos, 38% redes sociais de bancos ou instituições financeiras, 36% redes sociais num geral, 34% em grupos de investimentos no Whatsapp ou Telegram.

O superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores da CVM em exercício, Gilson Nascimento Maia, afirmou que o expressivo aumento no número de investidores de varejo em bolsa resultou em um aumento de consultas, reclamações e denúncias recebidas pela CVM.

“O acesso ao Consumidor.gov está alinhado a um conjunto de iniciativas para permitir que a CVM possa atender adequadamente às necessidades de orientação e proteção dos investidores, em especial esse novo público que chega ao mercado de capitais”, afirmou.

Relacionados:

► Investidores estrangeiros retiraram R$ 31,8 bilhões da bolsa brasileira no ano passado, informa B3► B3 começa a negociar cotas do FII BB FOF nesta quarta-feira (06)

Leia mais: