clique para ir para a página principal

Após realização de lucros, mercados internacionais abrem em queda

Atualizado em -

Após realização de lucros, mercados internacionais abrem em queda Pixabay
► Ibovespa encerrou o dia em alta de 0,18%; notícias sobre dicussões fiscais no Congresso contiveram alta► Bolsas europeias iniciam dia em alta depois de mudança de discurso de Trump

Na manhã de hoje o índice futuro do S&P 500 aponta para abertura em queda de 0,54%, enquanto as bolsas europeias têm queda de 0,43%. No radar dos investidores estão os sinais de aceleração de contaminações e mortes por Covid. Na sexta (8), o presidente americano eleito, Joe Biden, afirmou que pretende aprovar um pacote de estímulos robusto.

Na agenda de indicadores, mais cedo foi divulgado o índice de confiança do investidor na Zona do Euro, que veio em 1,3 pontos em janeiro, acima da projeção de 0,7 e dos -2,7 de dezembro/2019. Entre as commodities, os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian (China) fecharam com queda de 1,69%, enquanto o petróleo Brent opera em queda de 1,41%, cotado a US$ 55,20.

O principal índice brasileiro encerrou a última sexta-feira com valorização de 2,20%, cotado a 125.076 pontos, impulsionado pelo otimismo com a economia local diante dos pedidos à Anvisa de uso emergencial das vacinas. Além disso, o rali das commodities ganhou força com o acordo da OPEP para fazer cortes na produção de petróleo em fevereiro.

No cenário corporativo, a Movida divulgou as suas prévias operacionais do quarto trimestre de 2020. O serviço de locação de veículos apresentou receita líquida de R$ 500,8 milhões, avanço de 9,6% em relação ao último trimestre de 2019. Em contrapartida, as vendas de seminovos registraram receita de R$ 489,8 milhões, queda de 9,9% na comparação anual.

click aqui para falar com um especialista

Relacionados:

► Ibovespa encerrou o dia em alta de 0,18%; notícias sobre dicussões fiscais no Congresso contiveram alta► Bolsas europeias iniciam dia em alta depois de mudança de discurso de Trump

Leia mais: