clique para ir para a página principal

BB nega que seu presidente esteja com cargo ameaçado

Atualizado em -

BB nega que seu presidente esteja com cargo ameaçado Marcelo Camargo | Agência Brasil
► BB vai vender 1.404 imóveis com até 70% de desconto; Banco lança plataforma de imóveis rurais► Banco do Brasil anuncia o fechamento de 361 unidades e a demissão de 5 mil funcionários

Em comunicado ao mercado, o Banco do Brasil (BBAS3) negou qualquer movimento ou sinalização de que seu presidente, André Brandão, esteja ameaçado em seu cargo.

Desde a noite de ontem a imprensa noticia a decisão do presidente Jair Bolsonaro de demitir Brandão após a divulgação pelo Banco do Brasil do plano de demissão voluntária e o desligamento de 5 mil funcionários, além do fechamento de 112 agências.

Segundo a Folha, o anúncio da reestruturação do banco foi causa de “fúria” no Planalto. O Estadão acrescentou que o ministro Paulo Guedes (Economia), segundo um auxiliar, concorda com a essência do plano de ajuste apresentado pelo banco e estaria tentando demover Bolsonaro da ideia da demissão de Brandão.

No comunicado, o banco informa que “não recebeu no âmbito de seus órgãos de governança nenhuma comunicação formal por parte do acionista controlador sobre qualquer decisão a respeito do assunto” e que, “fatos adicionais, julgados relevantes, serão prontamente divulgados ao mercado”.

Brandão assumiu o BB em setembro.

Relacionados:

► BB vai vender 1.404 imóveis com até 70% de desconto; Banco lança plataforma de imóveis rurais► Banco do Brasil anuncia o fechamento de 361 unidades e a demissão de 5 mil funcionários

Leia mais: