clique para ir para a página principal

Após aprovação da Anvisa, Estados recebem primeiras doses da vacina contra Covid-19

Atualizado em -

Após aprovação da Anvisa, Estados recebem primeiras doses da vacina contra Covid-19 Governo de São Paulo | Divulgação
► Fiocruz e Butantan solicitam à Anvisa autorização para uso emergencial das vacinas contra a Covid-19► Maioria dos prefeitos afirma que há seringas suficientes para iniciar a vacinação contra a Covid-19

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que a vacinação contra a Covid-19 pode começar hoje em todo o país. Ontem, logo após aprovação unânime da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), já deu início à imunização. A primeira brasileira a ser vacinada foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos.

O começo da vacinação em São Paulo tencionou ainda mais a relação entre João Dória e o presidente Jair Bolsonaro, que ainda não se manifestou sobre a aprovação dos imunizantes no país nem sobre o início das aplicações. Ao longo dos últimos meses, Bolsonaro tem atacado a CoronaVac, fruto de parceria entre o Butantan laboratório chinês Sinovac, e associada pelo presidente à Dória, seu adversário político.

Esta manhã, o Ministério da Saúde fez uma “entrega simbólica” das vacinas para os estados, que devem começar a vacinação na próxima quarta-feira. Segundo o Ministério da Saúde, serão inicialmente 3 milhões de pessoas a serem vacinadas cada uma, com duas doses cada.

A definição logística sobre o processo de vacinação será dos municípios, que definirão seus grupos prioritários a receberem as primeiras doses.

Relacionados:

► Fiocruz e Butantan solicitam à Anvisa autorização para uso emergencial das vacinas contra a Covid-19► Maioria dos prefeitos afirma que há seringas suficientes para iniciar a vacinação contra a Covid-19

Leia mais: