clique para ir para a página principal

Índice da Cielo aponta queda de 13,9% nas vendas reais no varejo em 2020

Atualizado em -

Índice da Cielo aponta queda de 13,9% nas vendas reais no varejo em 2020 Pixabay
► Índice da Cielo aponta que vendas de Natal recuaram 1,8% em 2020► CNC reduz para 3,9% previsão de alta no varejo para 2021 após recuo em novembro

O Índice Cielo de Varejo Ampliado (ICVA), que monitora 1,4 milhão de varejistas credenciados aos serviços da companhia, apontou recuo de 9,8% em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2019. No ano, o recuo foi de 13,9% - o pior resultado desde 2014, quando o índice começou a ser produzido.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, a queda foi de 3,4%, número que seria ainda mais negativo se fossem desconsiderados os efeitos do calendário, que nesse último mês beneficiaram o resultado do varejo.

Os setores que mais desaceleraram foram os de Vestuário e Óticas e Joalherias. Supermercados, Hipermercados e Posto de Gasolina, por outro lado, apresentaram aceleração em relação ao ritmo de novembro.

”Em dezembro, o Varejo voltou a desacelerar, assim como havia ocorrido em novembro, interrompendo uma tendência de recuperação que vinha desde abril, possivelmente já refletindo um impacto da nova onda do Covid-19”, diz o diretor de Inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto.

IBGE

Os dados mais recentes do IBGE, divulgados na última sexta-feira, 15, trazem dados de novembro de 2020, com variação de -0,1% no mês de novembro ante outubro. A média móvel trimestral foi de 0,4% no trimestre encerrado em novembro.

Relacionados:

► Índice da Cielo aponta que vendas de Natal recuaram 1,8% em 2020► CNC reduz para 3,9% previsão de alta no varejo para 2021 após recuo em novembro

Leia mais: