clique para ir para a página principal

C6 bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Atualizado em -

C6 bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado Divulgação/C6 Bank
► Após aporte de R$ 1,3 bilhão, C6 Bank planeja IPO► Startups bilionárias: quais são os unicórnios brasileiros?

O Procon de São Paulo informou nesta quinta-feira (21) que multou o C6 Bank em R$ 7 milhões, por práticas abusivas relacionadas à operação de crédito consignado. A ação ocorreu após a instituição afirmar ter recebido várias reclamações de consumidores que foram surpreendidos com depósitos em suas contas bancárias fruto dessa operação.

"Ao conceder empréstimo sem solicitação e fazer o desconto das respectivas parcelas, o Banco C6 cometeu prática abusiva. Além disso, a empresa aproveitou-se da idade e do fato dos consumidores serem titulares de aposentadoria e pensão, usou os dados das pessoas sem o devido consentimento e transferiu aos consumidores o ônus de comprovar que os contratos não eram válidos", diz o Procon.

Além disso, o C6 Bank foi punido por dificultar ou impedir o cancelamento de contratos feitos pela internet ou telefone dentro do prazo de arrependimento legal. Uma outra infração foi não prestar as explicações solicitadas pela equipe fiscalizadora do Procon-SP. Foram registradas 149 queixas contra o C6 em setembro.

C6 Bank planeja IPO

Após ter recebido um aporte de R$ 1,3 bilhão de um grupo com cerca de 40 investidores, tendo o banco de investimento Credit Suisse agindo como agente financeiro da operação, a companhia planeja sua abertura de capital.

“Um horizonte de 12 meses para um IPO, com a janela do jeito que está, parece ser um prazo bastante interessante”, disse o presidente da companhia, Marcelo Kalim.

Relacionados:

► Após aporte de R$ 1,3 bilhão, C6 Bank planeja IPO► Startups bilionárias: quais são os unicórnios brasileiros?

Leia mais: