clique para ir para a página principal

Contas externas em 2020 tiveram déficit de US$ 12,5 bilhões, o menor desde 2007

Atualizado em -

Contas externas em 2020 tiveram déficit de US$ 12,5 bilhões, o menor desde 2007 Envato
► Balança comercial registra déficit de US$ 2,634 bilhões na 2ª semana de janeiro► Mercado eleva pela terceira vez seguida projeções de inflação e PIB para 2021

Pelos dados das contas externas divulgados hoje pelo Banco Central, o Brasil registrou déficit de US$ 12,5 bilhões em 2020 – o menor saldo negativo para as transações correntes desde 2007. No resultado mensal, o rombo foi de US$ 5,4 bilhões em dezembro. Foi o primeiro resultado negativo nos últimos oito meses.

O resultado é formado pela balança comercial, serviços adquiridos por brasileiros no exterior e pelas rendas, como remessas de juros, lucros e dividendos do Brasil para o exterior.

A redução no saldo negativo das contas externas entre 2019 e 2020 se deve, segundo o BC, às reduções em renda primária, que caíram US$ 19,1 bilhões; e nos serviços, com recuo de US$ 15,1 bilhões. O superávit comercial de bens subiu US$ 2,8 bilhões no período.

No ano passado, as exportações somaram US$ 210,7 bilhões, o que representou uma queda de 6,7% em relação a 2019. Já as importações totalizaram US$ 167,4 bilhões no passado, uma queda de 9,7% em relação ao ano anterior.

Ainda de acordo com o relatório, a pandemia de Covid-19 criou uma tendência de retração na conta de serviços. Houve menos gastos em viagens, aluguéis de equipamentos e transportes. As despesas dos brasileiros com viagens somaram US$ 9,2 bilhões no ano passado. Esse é o menor valor em 15 anos. Houve queda de 79,7% em comparação com 2019.

Investimentos

O Investimento Direto no País (IDP) totalizou US$ 34,2 bilhões no ano passado. O valor, que corresponde a 2,38% do PIB, caiu 51% em comparação com 2019.

De acordo com o Banco Central, houve redução de lucros reinvestidos. Passaram de US$ 20,8 bilhões em 2019 para US$ 1,6 bilhão em 2020. Houve ainda queda de US$ 42,9 bilhões para US$ 1,6 bilhão nos ingressos para participação no capital exceto lucros reinvestidos.

Relacionados:

► Balança comercial registra déficit de US$ 2,634 bilhões na 2ª semana de janeiro► Mercado eleva pela terceira vez seguida projeções de inflação e PIB para 2021

Leia mais: