clique para ir para a página principal

Após ser eleito presidente da Câmara, Arthur Lira atua para tirar PT, PSDB e Rede da Mesa Diretora

Atualizado em -

Após ser eleito presidente da Câmara, Arthur Lira atua para tirar PT, PSDB e Rede da Mesa Diretora Agência Brasil
► Câmara e Senado definem nesta segunda-feira (1º) presidentes para próximo mandato ► Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado

O deputado federal Arthur Lira (PP-AL) foi eleito, na noite de ontem, em primeiro turno, presidente da Câmara dos Deputados e ficará no comando da Casa pelos próximos dois anos.

Apoiado explicitamente pelo Executivo, Lira recebeu 302 votos, mais que o dobro do segundo colocado, Baleia Rossi (145). Lira é um dos principais representantes do Centrão, que integram a base de Jair Bolsonaro na Câmara.

Logo após ter sido eleito presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) anulou as votações para os demais cargos da Mesa Diretora e determinou a realização de uma nova eleição para a escolha de seus integrantes.

Tradicionalmente, a definição dos candidatos a vice-presidentes, secretários e suplentes é feita com base em critérios de proporcionalidade entre os blocos partidários formados para a eleição. Os maiores blocos ganham prioridade de escolha.

Ontem, houve um atraso de seis minutos na inscrição de um dos blocos, mas ela foi aceita pelo então presidente da Câmara Rodrigo Maia e não foi contestada por Arthur Lira. Mas logo depois de assumir, Lira anulou a decisão de Maia e determinou à Secretaria-Geral um novo cálculo de proporcionalidade, sem considerar o bloco do candidato derrotado Baleia Rossi. No final da noite, os partidos que apoiavam a candidatura de Baleia Rossi se reuniram, argumentaram que o ato de Lira foi ilegal e autoritário e decidiram mover no STF uma ação contra a decisão.

Relacionados:

► Câmara e Senado definem nesta segunda-feira (1º) presidentes para próximo mandato ► Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado

Leia mais: