clique para ir para a página principal

Bolsonaro e presidente do Uruguai desejam abertura comercial do Mercosul

Atualizado em -

Bolsonaro e presidente do Uruguai desejam abertura comercial do Mercosul Mariana Greif/Reuters
► Após ser eleito presidente da Câmara, Arthur Lira atua para tirar PT, PSDB e Rede da Mesa Diretora► Estudo aponta que a vacina de Oxford reduz transmissão da Covid-19 em 67% após a primeira dose

O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta quarta-feira (3) a visita do presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, para tratar sobre as relações bilaterais entre os dois países e as propostas de mudanças para o Mercosul. De acordo com o mandatário brasileiro, em março está prevista reunião entre presidentes dos países-membros do Mercosul - Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai – para tratar sobre a abertura comercial do bloco, com a possibilidade de negociações independentes com outros países. A medida também é defendida por Lacalle Pou.

“Pertencemos ao Mercosul, vamos fazer 30 anos dessa associação e, como toda a associação, temos que revê-las. E o próximo passo nesse mundo moderno é a flexibilização para que cada país possa avançar”, disse o presidente uruguaio.

Os projetos de infraestrutura para a integração do bloco também foram tema do encontro. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, explicou que os planos para a hidrovia do Mercosul já estão bem equacionados, com a dragagem da Lagoa Mirim, localizada na fronteira entre Brasil e Uruguai. Lacalle Pou também afirmou que o presidente do Paraguai, Alberto Fernandez, será convidado para tratar sobre o desenvolvimento da hidrovia no Rio Uruguai, que divide os três países.

Além disso, Tarcísio de Freitas destacou a construção de uma segunda ponte sobre o Rio Jaguarão, na fronteira entre Brasil e Uruguai. Segundo o ministro, o projeto já está pronto, dependendo apenas de liberação de orçamento. Assim que ela for construída, a antiga ponte Barão de Mauá, que liga as cidades de Jaguarão, no lado brasileiro, e Rio Branco, no lado uruguaio, será restaurada.

Outros assuntos tratados foram o controle fronteiriço durante a pandemia da Covid-19 e a segurança energética brasileira.

“Em face da crise hídrica que o país passa, desde outubro do ano passado, nós estamos importando energia do Uruguai e também da Argentina. Isso mostra que essa integração é importante para segurança energética dos países e nós estamos trabalhando para que ela cada vez aumente mais, chamando outros países do Mercosul para participar”, disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Relacionados:

► Após ser eleito presidente da Câmara, Arthur Lira atua para tirar PT, PSDB e Rede da Mesa Diretora► Estudo aponta que a vacina de Oxford reduz transmissão da Covid-19 em 67% após a primeira dose

Leia mais: