clique para ir para a página principal

Klabin dobra lucro no 4º trimestre, mas amarga prejuízo de R$ 2,3 bilhões em 2020

Atualizado em -

Klabin dobra lucro no 4º trimestre, mas amarga prejuízo de R$ 2,3 bilhões em 2020 Klabin | Divulgação
► Cepal informa que exportações da América Latina e Caribe caíram 13% em 2020 ► Klabin finaliza acordo para exploração de atividade florestal em Santa Catarina

A Kablin (KLBN4), maior fabricante de papel para embalagens do país, registrou um lucro líquido de R$ 1,3 bilhão no quarto trimestre – resultado mais do que o dobro do apurado no mesmo período de 2019. Os resultados foram apresentados hoje ao mercado.

"Além do aumento no volume de vendas totais e o impacto positivo da desvalorização do real no período, ocorreram novos aumentos de preços em celulose, papéis e embalagens, em decorrência da forte demanda tanto no mercado local quanto no externo”, disse a companhia em comunicado.

Em 2020, o prejuízo apurado foi de R$ 2,3 bilhões, ante lucro líquido de R$ 675,8 milhões em 2019. A perda anual não reflete o desempenho operacional da companhia e não tem efeito caixa, uma vez que o resultado foi influenciado sobretudo pelo impacto negativo da desvalorização do real na marcação a mercado da dívida da companhia.

No quarto trimestre, a receita líquida somou R$ 3,3 bilhões, crescimento de 22% na comparação ano a ano, com o mercado interno respondendo por 65%. O volume de vendas somou 941 mil toneladas.

O resultado operacional medido pelo Ebitda ajustado alcançou R$ 1,3 bilhão – ou R$ 1,106 bilhão se excluídos efeitos não recorrentes – em relação ao R$ 965 milhões registrados no mesmo período de 2019.

Desconsiderando os efeitos de parada de manutenção, o custo caixa unitário de produção de celulose, que contempla os custos de produção das fibras curta, longa e fluff e as toneladas produzidas de celulose no período, foi de R$ 755 por tonelada no trimestre, alta de 10%.

Relacionados:

► Cepal informa que exportações da América Latina e Caribe caíram 13% em 2020 ► Klabin finaliza acordo para exploração de atividade florestal em Santa Catarina

Leia mais: