clique para ir para a página principal

Carrefour fecha 4º trimestre de 2020 com lucro líquido de R$ 935 milhões

Atualizado em -

Carrefour fecha 4º trimestre de 2020 com lucro líquido de R$ 935 milhões  Divulgação / Carrefour
► Hipermercados lucram com alta de 50% na venda de produtos naturais durante a pandemia► Supermercados paulistas fecham 2020 com crescimento de 2,32% em vendas, segundo APAS

O Carrefour (CRFB3) registrou lucro líquido de R$ 935 milhões no 4º trimestre de 2020. O resultado evidencia um crescimento de 47% na comparação com os valores obtidos no mesmo período de 2019. Em 2020, a empresa fechou com alta de 43% em relação a 2019, encerrando o ano com ganhos de R$ 2,76 bilhões.

Em relação ao lucro líquido, em que não entram despesas e outras receitas, o crescimento foi de 31,1% na comparação anual, saindo de R$ 676 milhões nos últimos três meses de 2019 para R$ 886 milhões em 2020. A empresa também informou que no período a receita total ficou em R$ 20,7 bilhões.

O Ebtida ajustado do Carrefour também subiu no último trimestre do ano passado. Alavancado pelo varejo, atacado e pela melhora do banco Carrefour, o Ebtida cresceu 18,2%, chegando a R$ 1,73 bilhão.

Segundo os dados divulgados, as vendas líquidas na rede Atacadão cresceram 32,3% na comparação com o quarto trimestre de 2019. As vendas em 2020 resultaram no montante de R$ 14,27 bilhões. Já no varejo, o aumento foi de 7% e o resultado ficou em R$ 5,6 bilhões. As vendas líquidas totais do Carrefour subiram 24,1%, somando R$ 19,87 bilhões no 4t20.

De acordo com a empresa, a nova política de pagamento de até 45% do lucro líquido ajustado não influenciou a capacidade de investimento, devido a geração de fluxo de caixa. A varejista registrou aceleração de 152,2% no fluxo de caixa livre, que chegou a R$ 2,4 bilhões.

Pagamento de Dividendos

O conselho administrativo do Carrefour recomendou que sejam pagos R$ 759 milhões em dividendos complementares. Em assembleia geral ordinária, que acontecerá no dia 13 de abril, os valores serão deliberados.

A rede supermercadista afirma que a partir deste ano a distribuição de proventos vai ser equivalente a 45% do lucro líquido ajustado. Com a aprovação desses dividendos complementares, o valor pago aos acionistas será de R$ 1,24 bilhão, chegando à porcentagem desejada.

Relacionados:

► Hipermercados lucram com alta de 50% na venda de produtos naturais durante a pandemia► Supermercados paulistas fecham 2020 com crescimento de 2,32% em vendas, segundo APAS

Leia mais: