clique para ir para a página principal

Loggi recebe aporte de R$ 1,15 bilhão e vai abrir 7 armazéns no Brasil em 2021

Atualizado em -

Loggi recebe aporte de R$ 1,15 bilhão e vai abrir 7 armazéns no Brasil em 2021 Divulgação/Loggi
► Startups bilionárias: quais são os unicórnios brasileiros?► E-commerce cresce 68% em 2020 e dobra participação no faturamento total do varejo

A companhia de entregas de encomendas Loggi anunciou nesta segunda-feira (01) que recebeu aporte de R$ 1,15 bilhão para ampliar a área de atuação e reduzir os prazos de entrega. A rodada foi liderada pela CapSur Capital e envolveu também o fundo Verde do gestor Luis Stuhlberger; além de investidores atuais, como monashees, Softbank, GGV, Microsoft e Sunley House.

O comércio eletrônico no Brasil foi impulsionado pela pandemia, o que acabou puxando também o bom desempenho do setor de logística. A empresa projeta expansão com uma meta ousada para 2021: fazer suas entregas chegarem a toda população brasileira.

Atualmente, a startup atende 50% da população em cerca de 500 municípios e conta com 2 mil funcionários. A Loggi prevê adicionar centenas de novos empregados, além de abrir mais sete centros logísticos em 2021. O vice-presidente, Thibaud Lecuyer, anunciou que a empresa deve aumentar sua atuação em Londrina (PR), cidades do Nordeste e também no interior paulista.

Fundada pelo francês Fabien Mendez, a Loggi, empresa de entregas, se tornou unicórnio, ou seja, atingiu valor de mercado de US$ 1 bilhão antes de abrir seu capital em bolsas de valores, após receber US$ 150 milhões em uma rodada liderada pelo grupo japonês SoftBank. A companhia anunciou que pretende investir ao menos R$ 600 milhões em tecnologia e inovação nos próximos dois anos com a estratégia de reforçar a capacidade de armazenagem e de entrega. Em 2020, a empresa registrou crescimento de 360% no volume de entregas.

Relacionados:

► Startups bilionárias: quais são os unicórnios brasileiros?► E-commerce cresce 68% em 2020 e dobra participação no faturamento total do varejo

Leia mais: