clique para ir para a página principal

Lufthansa anuncia prejuízo de US$ 8,08 bilhões em 2020; Azul registra perda de R$ 4,6 bilhões no ano

Atualizado em -

Lufthansa anuncia prejuízo de US$ 8,08 bilhões em 2020; Azul registra perda de R$ 4,6 bilhões no ano Divulgação / Lufthansa
► Boeing fecha 2020 com prejuízo recorde de quase US$ 12 bilhões ► Cade aprova, sem restrições, joint venture da Latam com a Delta Airlines

Nesta quinta-feira (4), a companhia aérea alemã Lufthansa anunciou que fechou o ano de 2020 com um prejuízo recorde de US$ 8,08 bilhões. Segundo a empresa, o principal impulsionador da queda foram as restrições no setor em função da pandemia da Covid-19.

A Lufthansa ainda divulgou que projeta novas perdas nesse ano. Porém, estes resultados seriam menos impactantes, já que a companhia estima alcançar entre 40% e 50% da oferta prévia anterior a pandemia. De acordo com os dados divulgados pela empresa, a previsão é operar neste ano com 90% da capacidade de 2019.

A companhia enfrentou dificuldades com o fechamento das fronteiras e as medidas que foram estabelecidas para conter o avanço da pandemia.

"O ano passado foi o mais difícil da história de nossa empresa: para nossos clientes, funcionários e acionistas", disse o diretor executivo da Lufthansa, Carsten Spohr.

O governo alemão colaborou com a concessão de US$ 10,85 bilhões de liquidez para Lufthansa em troca de uma participação de 25%.

Segundo o diretor da empresa, a expectativa é que aconteça uma recuperação da demanda com o aumento da vacinação e uma alta das capacidades de diagnóstico com testes.

"Os certificados digitais de vacinação e testes, reconhecidos internacionalmente, devem substituir as proibições de viagens e a quarentena", destaca Spohr.

Resultados Azul

A companhia Azul (AZUL4) registrou prejuízo de líquido de R$ 912 milhões no quarto trimestre do último ano. No mesmo período de 2019, a empresa havia obtido lucro de R$ 411,2 milhões. Em 2020, a empresa de linhas aéreas fechou o ano com perda de R$ 4,6 bilhões.

Segundo os dados divulgados, a companhia obteve receita líquida de R$ 1,8 bilhão no último trimestre. Na comparação com o mesmo período de 2019, o montante caiu cerca de 45%.

Vale ressaltar que, se considerado o valor de R$ 1,7 bilhão pago em debêntures pela Azul, no 4T20, a empresa registrou lucro de R$ 543,4 milhões.

No 4T20, o Ebtida da empresa foi de R$ 192,9 milhões e em 2020, o valor fechou em R$ 264,8 milhões.

Em relação ao resultado operacional, a Azul teve prejuízo de R$ 143,2 milhões nos últimos três meses do ano passado. No acumulado de 2020, o valor foi negativo em R$ 1,46 bilhão.

Relacionados:

► Boeing fecha 2020 com prejuízo recorde de quase US$ 12 bilhões ► Cade aprova, sem restrições, joint venture da Latam com a Delta Airlines

Leia mais: