clique para ir para a página principal

OCDE eleva estimativa para PIB global e do Brasil em 2020 e 2021

Atualizado em -

OCDE eleva estimativa para PIB global e do Brasil em 2020 e 2021 Divulgação/OCDE
► CNI: Produtividade na indústria caiu em 2020 com crise do coronavírus► Serviços voltam a crescer em janeiro, mas setor ainda não retornou a níveis pré-pandemia

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou, nesta terça-feira (09), novas estimativas para o PIB global e do Brasil. De acordo com a instituição, a economia mundial deve se recuperar este ano com um crescimento de 5,6%, antes, previsão era de crescimento de 4,2%.

O principal fator que impulsiona essa retomada é o aumento na distribuição de vacinas. Além disso, os Estados Unidos aprovou um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão (cerca de R$ 10,8 trilhões) para oferecer alívio aos americanos que sofrem as consequências econômicas da pandemia de coronavírus.

"Eu prometi para o povo americano que a ajuda estava a caminho. Hoje tomamos um passo gigante para entregar essa promessa", comemorou Biden, em pronunciamento na Casa Branca após a votação no Senado.

Para o Brasil, a OCDE projeta um crescimento de 3,7% em 2021 e de 2,7% em 2022. Previsão anterior de dezembro apontava crescimento de 2,6% para este ano, e 1,6% para o ano que vem.

A economista-chefe da OCDE, Laurence Boone, ressaltou que a rapidez com que as autoridades vacinam as pessoas e também o controle de novas variantes são essenciais para atingir essa retomada da economia.

"Não vacinar rápido o suficiente arrisca prejudicar o estímulo fiscal que foi adotado. O ritmo de vacinações não é rápido o suficiente para consolidar a recuperação, precisamos ir muito mais rápido e precisamos agir muito melhor", afirmou.

Relacionados:

► CNI: Produtividade na indústria caiu em 2020 com crise do coronavírus► Serviços voltam a crescer em janeiro, mas setor ainda não retornou a níveis pré-pandemia

Leia mais: