clique para ir para a página principal

Treze países europeus interrompem uso da vacina AstraZeneca após relatos de pacientes com coágulo

Atualizado em -

Treze países europeus interrompem uso da vacina AstraZeneca após relatos de pacientes com coágulo Tânia Rêgo / Agência Brasil
► Anvisa autoriza uso de Remdesivir contra Covid-19 e dá registro definitivo para vacina AstraZeneca ► Pazuello confirma compra de 138 milhões de vacinas da Pfizer e Janssen

Depois de relatos de pessoas que tomaram a vacina da AstraZeneca e tiveram coágulos sanguíneos, Itália, França, Alemanha, Espanha e Portugal anunciaram na segunda-feira (15) que suspenderam o uso do imunizante. Nesta terça-feira (16), Suécia e Luxemburgo também adotaram a decisão.

Até o momento, além desses sete países, Dinamarca, Noruega, Islândia, Bulgária, Irlanda e Países Baixos, também incluem a lista de nações que suspenderam as doses devido aos possíveis efeitos colaterais.

Apesar disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que os países mantenham o uso do imunizante. A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) também aponta que os benefícios da vacina superam os riscos potenciais.

A OMS anunciou que nesta terça-feira (16) acontecerá uma reunião com seus especialistas para fazer uma análise da situação da vacina. A EMA também realizará uma reunião na quinta-feira (18) sobre o imunizante.

“Não queremos que as pessoas entrem em pânico e, por enquanto, recomendamos que os países continuem a vacinar com a AstraZeneca”, disse a cientista-chefe da instituição, Soumya Swaminathan.

A vacina da AstraZeneca compõe a maior parte das doses enviadas para países pobres através do programa Covax, apoiado pela OMS.

Andrew Pollard, diretor do grupo de vacinas da Universidade de Oxford, parceira da AstraZeneca na produção da vacina, falou sobre a situação no Reino Unido.

"Há evidências muito tranquilizadoras de que não há aumento no fenômeno de trombos aqui no Reino Unido, onde a maioria das doses da Europa foram administradas até agora", explica Pollard.

Relacionados:

► Anvisa autoriza uso de Remdesivir contra Covid-19 e dá registro definitivo para vacina AstraZeneca ► Pazuello confirma compra de 138 milhões de vacinas da Pfizer e Janssen

Leia mais: