clique para ir para a página principal

Usuários poderão integrar listas de contato dos celulares ao Pix

Atualizado em -

Usuários poderão integrar listas de contato dos celulares ao Pix Marcelo Casa Jr/ Agência Brasil
► Pesquisa aponta que 94% das pessoas estão satisfeitas ou muito satisfeitas com o PIX► FGV revela que 77,65% dos brasileiros já utilizaram o PIX

O Banco Central informou nesta quinta-feira (18) que incluiu uma nova funcionalidade que irá possibilitar o desenvolvimento, por parte das instituições participantes do Pix, de soluções que proporcionem a integração dos aplicativos das instituições com a lista de contatos dos celulares dos usuários. A mudança visa a facilitar a identificação de quem cadastrou seu número de celular como chave Pix, simplificando ainda mais a experiência do pagamento com a funcionalidade.

Outra novidade é que os usuários finais poderão, em caso de mudança no nome, solicitar alteração das informações, como nome completo, nome empresarial e título do estabelecimento, sem a necessidade de excluir e registrar novamente a chave. Essa possibilidade facilitará, por exemplo, o ajuste quando uma pessoa alterar o nome em decorrência de casamento ou uma empresa alterar o nome fantasia do estabelecimento. Também fica permitido, a partir de agora, que o usuário possa solicitar o vínculo de seu nome social à chave Pix.

Além disso, as instituições participantes ficam vedadas de fixar limites para o número de transações Pix, seja de envio ou de recebimento. Essa vedação é necessária para garantir condições competitivas equânimes entre diferentes instrumentos de pagamento.

Pix Cobrança

O Banco Central (BC) adiou novamente a implementação do Pix Cobrança, ferramenta que permitirá cobranças com vencimento em datas futuras. Inicialmente prevista para começar em janeiro, a nova funcionalidade do Pix entraria em operação nesta semana, mas agora só começará a funcionar em 14 de maio.

O Pix Cobrança permitirá que empresas ou microempreendedores gerem um código QR (versão avançada do código de barras) para transações em data futura, como um boleto. O BC não informou o motivo do adiamento. De acordo com a instrução normativa, os participantes do Pix que já ofertam o Pix Cobrança agora terão até 30 de abril para concluir as etapas de validação de QR Codes.

Sistema de pagamentos instantâneos do BC, o Pix permite a transferência de recursos entre contas bancárias 24 horas por dia. As transações são executadas em até 10 segundos, sem custo para pessoas físicas. Para usar o Pix, o correntista deve ir ao aplicativo da instituição financeira e cadastrar as chaves eletrônicas, que podem seguir o número do celular, o e-mail, o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), para pessoas físicas ou o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), para empresas.

Relacionados:

► Pesquisa aponta que 94% das pessoas estão satisfeitas ou muito satisfeitas com o PIX► FGV revela que 77,65% dos brasileiros já utilizaram o PIX

Leia mais: