clique para ir para a página principal

FGV: Confiança da indústria brasileira deve ter pior resultado desde agosto do ano passado

Atualizado em -

FGV: Confiança da indústria brasileira deve ter pior resultado desde agosto do ano passado Nacho Doce / Reuters
► Expectativa de inflação sobe para 5,3% ao ano, segundo FGV► Confiança do consumidor sobe 2,2 pontos em fevereiro depois de quatro quedas seguidas

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou nesta sexta-feira (19) a prévia da confiança da indústria no Brasil. Segundo os dados divulgados, o indicador deve recuar 4 pontos e fechar o mês de março em 103,9 pontos, numa escala que varia de 0 a 200.

O índice deve ter sua terceira queda seguida e atingir seu pior resultado desde agosto de 2020, quando ficou em 98,7 pontos.

“A queda no resultado prévio da confiança industrial ocorre influenciado pela piora da situação corrente e diminuição das expectativas em relação aos próximos meses”, informa a FGV.

Ainda de acordo com os dados divulgados, o Índice de Situação Atual registrou queda de 4,1 pontos, ficando em 110,8. O Índice de Expectativas teve baixa de 4 pontos e caiu para 96,9 pontos. Ambos indicadores também variam de 0 a 200.

Segundo o dado preliminar do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria, em março, o indicador deve registrar redução de 0,7 ponto percentual e fechar em 78,4%. O resultado seria o pior desde setembro de 2020, quando a taxa ficou em 78,2%.

Relacionados:

► Expectativa de inflação sobe para 5,3% ao ano, segundo FGV► Confiança do consumidor sobe 2,2 pontos em fevereiro depois de quatro quedas seguidas

Leia mais: